Minas Gerais Gari suspeito de matar ex-namorada grávida é preso em BH

Gari suspeito de matar ex-namorada grávida é preso em BH

Família da vítima diz que o homem não aceitava a gestação da ex-companheira; segundo a polícia, investigado confessou o crime

  • Minas Gerais | Virgínia Nalon, da Record TV Minas

Uma mulher de 26 anos foi encontrada morta dentro da própria casa no bairro Minas Caixa, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte. De acordo com a polícia, o ex-namorado da vítima foi preso e confessou o crime. A família suspeita que ele não aceitava a gravidez.

Balconista estava grávida de dois meses

Balconista estava grávida de dois meses

Reprodução / Record TV Minas

A balconista de padaria Daniela Priscila Souza Lima foi morta com uma facada no pescoço. O cachorro da vítima passou o dia latindo no portão e chamou a atenção dos vizinhos. A mãe e um irmão da jovem foram ao local e encontraram o corpo.

O autor confesso do crime é o gari Diego Fortunato dos Santos, de 27 anos. O homem contou à polícia que chegou à casa da vítima por volta das 4 horas da manhã e eles começaram a discutir no local, conforme explica o sargento da Polícia Militar Juliano Vianelli.

— Ele viu uma faca sobre a mesa, pegou o objeto e parece que deu golpes nela.

Após o crime, Diego Fortunato ainda teria lavado a faca usada e guardado no escorredor da pia. De acordo com os militares, em seguida o suspeito foi para casa e, ao longo do dia, esteve no banco e saiu com a atual namorada.

Motivação

A família da vítima desconfiou que o gari poderia ser o suspeito do crime e acionou a polícia. Os militares passaram o dia procurando por ele. Diego Fortunato foi encontrado horas depois em uma delegacia para registrar um boletim de ocorrência por ameaça que teria sido feita pelos irmãos da vítima.

A balconista estava grávida de dois meses. Ela teria ligado para a atual namorada de Diego e contado sobre a gestação.

— A companheira ficou nervosa com ele, começou a brigar. E ele resolveu ir à casa da vítima para conversar com ela.

Daniela e Fortunato ficaram juntos por aproximadamente quatro anos, em um relacionamento de idas e vindas, conforme relatos de testemunhas. Vizinhos contaram à polícia que o suspeito foi visto tentando invadir a casa da vítima várias vezes. 

O investigado foi preso em flagrante e vai responder por feminicídio.

Últimas