Minas Gerais Governo de MG anuncia pagamento do Bolsa Merenda após atrasos

Governo de MG anuncia pagamento do Bolsa Merenda após atrasos

Ajuda de R$ 50 dada a estudantes deveria ter sido paga no dia 16 de setembro; secretaria alegou problema com empresa responsável pelo repasse

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Programa foi criado após suspensão das aulas

Programa foi criado após suspensão das aulas

Arquivo/Agência Brasil

O Governo de Minas Gerais anunciou que começou a pagar, nesta quarta-feira (23), as duas parcelas do Bolsa Merenda, que estavam atrasadas.

O benefício de R$ 50 é destinado a estudantes da rede pública de 466 mil famílias que vivem em situação de extrema pobreza, ou seja, que têm renda de até R$ 89 por pessoa.

Os repasses são referentes aos meses de agosto e setembro. A equipe do governador Romeu Zema chegou a anunciar o pagamento para o dia 16 deste mês, mas os depósitos não foram feitos.

Procurada pela reportagem, a Sedese (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social) alegou que o atraso aconteceu devido à necessidade de um ajuste no contrato com a empresa responsável por realizar os pagamentos.

Segundo a pasta, hoje também “poderão ser feitas as aberturas de contas digitais dos beneficiários que não possuem conta digital”. Para saber se tem direito ao benefício, basta acessar o site da Sedese.

Ajuda do governo

O Bolsa Merenda foi lançado em abril deste ano com o objetivo de garantir uma alimentação mínima aos estudantes que ficaram sem aulas devido à pandemia e, assim, não teriam as refeições da escola.

O projeto foi criado para existir até o mês de julho, mas o Governo de Minas decidiu estendê-lo até setembro.

No início deste mês, Romeu Zema anunciou um novo auxílio emergencial para as famílias que vivem em situação de extrema pobreza. O plano é fazer ao menos três repasses de R$ 39 a cada um dos membros do grupo familiar.

Últimas