Minas Gerais Governo de Minas confirma terceira morte por raiva humana no Estado

Governo de Minas confirma terceira morte por raiva humana no Estado

Adolescente de 12 anos estava internada com quadro delicado por causa da doença; morte ocorreu na noite da última sexta-feira (29)

  • Minas Gerais | Bruno Menezes, da Record TV Minas

Garota foi mordida por morcego em Bertópolis

Garota foi mordida por morcego em Bertópolis

Reprodução / RecordTV Minas

A adolescente indígena de 12 anos que estava internada em Belo Horizonte com quadro de raiva humana morreu em decorrência de complicações da doença na noite da última sexta-feira (29). A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) nesta segunda-feira (2).

Essa é a terceira morte devido a raiva humana que é confirmada no estado neste ano. Um quarto caso, de uma criança de 11 anos, ainda está em investigação. Todos pertencem a uma tribo da aldeia Maxacali, localizada na zona rural de Bertópolis, a 654 km da capital mineira. Mortes pela doença não eram registradas desde 2012. 

De acordo com a SES-MG, o caso da garota de 12 anos foi notificado no dia 5 de abril deste ano. Ela foi hospitalizada e trazida para Belo Horizonte para ser internada no Hospital Infantil João Paulo II. No dia 13 abril ela apresentou piora no quadro clínico e foi transferida para a UTI (unidade de tratamento intensivo), onde permaneceu internada até morrer. 

A primeira morte deste ano foi registrada no dia 4 de abril. Tratou-se de um garoto, também com 12 anos, que havia sido mordido por morcego. A segunda morte foi de um menino de apenas 5 anos.

A última morte pela doença no estado ocorreu em junho de 2012, no município de Rio Casca, na região da Zona da Mata. Tratava-se de um produtor rural que também havia sido mordido por morcego.

Medidas

Segundo a SES-MG, diante dos casos,  no dia 24 de abril foram enviadas mais doses de vacinas antirrábicas humans para à Unidade Regional de Saúde de Teófilo Otoni com o objetivo de imunizar moradores da zona rural de Bertópolis. 

Até a última quinta-feira (28), 982 pessoas das 1.037 da comunidade rural do município de Bertópolis já haviam sido vacinadas com a primeira dose da vacina contra a raiva humana. Outras 802 pessoas já tomaram a segunda dose, observando-se um intervalo de até sete dias. Na comunidade rural do município vizinho, Santa Helena de Minas, das 989 pessoas que residem no local, 593 foram vacinadas com a primeira dose.

A pasta destacou que outras medidas foram tomadas:

- Notificação e Investigação dos dois casos suspeitos, bem como comunicação imediata ao Ministério da Saúde;

- Investigação epidemiológica imediata dos dois casos. A investigação é realizada na localidade de ocorrência da exposição dos casos suspeitos, com busca ativa de pessoas que possam ter tido a mesma situação de risco dos casos suspeitos; e em seguida com o encaminhamento para atendimento médico profilático na localidade;

- Organização de reuniões periódicas para alinhamento e planejamento das ações de investigação dos casos e medidas de prevenção e controle da raiva, juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde de Bertópolis, já ocorridas, nos dias 06, 07 e 08 de abril de 2022;

- Organização e realização de reuniões com a equipe médica local, da SES-MG e do Ministério da Saúde para alinhamento das condutas dos atendimentos antirrábicos na localidade (08 de abril de 2022);

- Disponibilização de imunobiológicos para o tratamento profilático antirrábico humano (pós-exposição e pré-exposição, conforme o caso (vacina antirrábica e soro antirrábico);

- Organização e monitoramento de vacinação dos contactantes do primeiro caso para início imediato no dia 09 de abril;

- Organização e monitoramento de vacinação de pré-exposição para todos os moradores da localidade rural, para início também no dia 09 de abril de 2022;

- Disponibilização de 100 doses de vacina antirrábica animal para vacinação antirrábica de cães e gatos da localidade, conforme a população animal estimada para a área. A vacinação está sendo realizada na localidade, com objetivo de imunizar cães e gatos e com isso, implementar ações de prevenção e controle da doença. A ação está sendo realizada pelos agentes de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde de Bertópolis com início em 06 de abril de 2022;

- Monitoramento das ações de campo desenvolvidas pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) para ações de prevenção e controle da raiva na localidade. Este está na região, e realiza investigação epidemiológica, para verificar espoliações de morcegos em animais de produção, presença ou relato de mortes de animais com sinais clínicos neurológicos, bem como informações sobre a realização de vacinação antirrábica. Foram realizados ainda contatos com produtores rurais, informando sobre as formas de prevenção da raiva dos herbívoros.

- Realização de ações de educação em saúde na região com objetivo de alertar as pessoas sobre a doença, e suas formas de transmissão, bem como as medidas de prevenção e controle da raiva.

- Organização e realização de webinário para profissionais de saúde do estado de Minas Gerais sobre atualização do atendimento antirrábico humano, em 19/04/2022.

Últimas