Minas Gerais Governo Federal encerra atividades do Aeroporto Carlos Prates e cede espaço para Prefeitura de BH

Governo Federal encerra atividades do Aeroporto Carlos Prates e cede espaço para Prefeitura de BH

Executivo pretende construir casas, escolas e um parque no local; atividades de pouso e decolagem serão suspensas em abril 

  • Minas Gerais | Arnon Gonçalves*, do R7

Prefeitura pretende transformar aeroporto em área residencial

Prefeitura pretende transformar aeroporto em área residencial

DIVULGAÇÃO /PBH

O Governo Federal confirmou, na manhã desta terça-feira (14), a suspensão dos pousos e decolagens no aeródromo do Aeroporto Carlos Prates, localizado na região noroeste de Belo Horizonte, a partir do dia 1 de abril. A decisão acontece poucos dias após a queda de um avião, na mesma região, que matou uma pessoa.

Após o encerramento das atividades no local, a área do aeroporto será repassada à prefeitura da capital mineira, que apresentou um projeto de construção de casas populares, escolas, UPAs (Unidade de Pronto Atendimento), e um parque municipal no local. Além disso, o espaço será utilizado para programas de indústrias não poluentes e logística.

Segundo o prefeito de BH, Fuad Noman, este “é um grande passo para que Belo Horizonte resolva o problema de moradia e leve paz e tranquilidade para a região do Carlos Prates, para evitar os acidentes trágicos que tem acontecido”. Fuad agradeceu, ainda, ao vice-presidente e ministro Geraldo Alckmin, que esteve na capital mineira nesta segunda-feira (13), por acelerar o processo de encerramento das atividades do aeroporto.

A proibição de uso do aeródromo para atividades relacionadas a voo está prevista na Portaria  nº 10.074/SIA, da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

*Estagiário sob supervisão de Túlio Lopes

Últimas