Minas Gerais Mãe confessa ter matado menino de dois anos encontrado em sofá

Mãe confessa ter matado menino de dois anos encontrado em sofá

Criança estava desaparecida desde a última semana; corpo foi achado nesta segunda-feira

  • Minas Gerais | Do R7

Causa da morte da criança não foi esclarecida pela polícia

Causa da morte da criança não foi esclarecida pela polícia

Record Minas

A mãe do menino Keven Gomes Sobral, de dois anos, encontrado morto dentro de um sofá, confessou ter cometido o crime. A mulher prestou depoimento duas vezes nesta segunda-feira (28) na Delegacia de Ibirité, na Grande Belo Horizonte.

Marília Cristina Gomes foi ouvida pela manhã, mas como houve contradições, foi chamada para depor novamente durante a tarde.

Leia mais notícias no R7 MG

A jovem, de 19 anos, contou que jogou o menino contra a parede e ele caiu desacordado. Marília, então, decidiu esconder o corpo na casa ao lado, que estava vazia. Ela está presa por ocultação de cadáver.

O delegado responsável pelas investigações deve prestar esclarecimentos sobre o caso apenas nesta terça-feira (29), em entrevista coletiva.

Segundo a PM (Polícia Militar), o menino teria sumido no dia 24 e um Boletim de Ocorrência do desaparecimento da criança foi registrado na mesma data. No último domingo (27), a mãe de Keven inclusive esteve na Delegacia de Desaparecidos buscando informações sobre o filho.  

Ainda segundo a PM, ela teria voltado para casa e estava deitada quando seu cunhado chegou de viagem com a esposa. Eles moram em residência vizinha e a mulher se levantou pois o casal não estaria conseguindo entrar na residência. Segundo ela, a porta do imóvel teria sido arrombada para uma vistoria do Corpo de Bombeiros durante a ausência do casal e o proprietário teria trocado a fechadura.

Dessa forma, o cunhado arrombou a porta dos fundos da casa para que eles conseguissem entrar e, logo que adentraram, sentiram um mau cheiro no imóvel e notaram uma poça de sangue. Segundo a PM, o corpo de Keven estava dentro do sofá, cuja parte de trás estava rasgada.

Últimas