Maníaco de Contagem é condenado a mais 31 anos de prisão

Somadas, as quatro penas que Marcos Antunes Trigueiro já recebeu chegam a 129 anos

Maníaco de Contagem é condenado a mais 31 anos de prisão

Trigueiro confessou ter cometido cinco crimes

Trigueiro confessou ter cometido cinco crimes

Record Minas

Marcos Antunes Trigueiro, o homem que ficou conhecido como o Maníaco de Contagem após estuprar e estrangular cinco mulheres na Grande BH entre 2009 e 2010, foi condenado nesta terça-feira (11) a mais 31 anos de prisão. Somadas, as penas de Trigueiro já chegam a 129 anos.

O julgamento desta terça, que ocorreu em Ribeirão das Neves e durou mais de oito horas, foi pelo estupro e morte da estudante Natália Paiva. A vítima foi morta no dia 7 de outubro de 2009, em um lote vago do bairro Belvedere 2ª Seção.

Leia mais notícias no R7 MG

A jovem foi estuprada duas vezes e asfixiada com um cadarço e um fio. Em seguida, o acusado roubou o celular da estudante. Natália foi abordada perto de uma universidade quando estava dentro do carro. Fingindo estar armado, Trigueiro simulou um assalto, obrigou a vítima a pular para o banco traseiro e a levou para o lote vago.

A acusação sustentou a condenação por homcídio com três qualificadoras, por dois estupros e por um furto. A defesa tentou inocentar o Maníaco pelo homicídio e pelos estupros. Trigueiro foi condenado a 31 anos, oito meses e dez dias em regime fechado.