Minas Gerais Médico é afastado após denúncia de agressão a paciente em MG

Médico é afastado após denúncia de agressão a paciente em MG

Homem alega ter sido espancado pelo profissional durante a madrugada de domingo (12) após pedir remédio para dormir

  • Minas Gerais | Maria Luiza Reis e Ricardo Vasconcelos, da RecordTV Minas

Samuel denunciou agressão

Samuel denunciou agressão

Reprodução/redes sociais

Um médico plantonista foi afastado de um hospital na região metropolitana de Belo Horizonte, nesta segunda-feira (13), depois de ter sido acusado de agredir um paciente que estava internado na unidade de saúde. A decisão foi tomada pela direção do Hospital Municipal de Contagem, que investiga os fatos. 

De acordo com o paciente Samuel Cordeiro Ferreira, de 32 anos, ele está internado no hospital para tratar de uma encefalite viral quando pediu, na madrugada de domingo (12), um remédio ao médico para conseguir dormir.

A vítima disse que, após o pedido, o médico teria iniciado uma discussão com ele. Samuel, então, teria ido ao banheiro e, em seguida, foi imobilizado, jogado ao chão e espancado pelo médico. 

O paciente foi levado ao IML (Instituto Médico Legal) para fazer exame de corpo de delito e registrou um boletim de ocorrência sobre o caso. 

Em nota, a direção do Hospital Municipal de Contagem disse estar "solidária" ao paciente e que ele está sendo acompanhado por equipes médica, de enfermagem, psicologia e assistência social. 

"Esclarecemos que o médico foi afastado para apuração dos fatos ocorridos. A denúncia será encaminhada à Comissão de Ética Médica do Hospital e ao Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais (CRMMG)", diz trecho da nota. 

Ainda de acordo com o Hospital Municipal de Contagem, a instituição está dando apoio ao paciente e à família "e tomando todas as providências necessárias". O paciente, o médico acusado de agressão e testemunhas estão sendo ouvidas sobre o caso. 

Últimas