Minas Gerais MG confirma 130 casos de Ômicron e declara transmissão comunitária

MG confirma 130 casos de Ômicron e declara transmissão comunitária

Notificações quadruplicaram desde o fim de semana; relatório do governo aponta até contaminação entre crianças

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Nenhum dos infectados precisou ser internado

Nenhum dos infectados precisou ser internado

Reprodução / freepik

O Governo de Minas Gerais declarou, na noite desta terça-feira (28), transmissão comunitária da variante Ômicron no Estado.

Segundo a SES-MG (Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais), o número de casos de Covid-19 causados pela nova variante do coronavírus chegou a 130. O número quadruplicou desde o fim de semana, quando havia 32 ocorrências. Ainda segundo a pasta, outros 14 casos são monitorados.

Ao menos 14 cidades têm moradores infectados pela mutação. São elas: Belo Horizonte (85), Extrema (19), Betim e Lagoa Santa (4 cada), Itaúna e Lavras (3 cada), Contagem, Passa Quatro, Três Pontas e Varginha (2 cada), Campos Gerais, Passos, Sete Lagoas e Maria da Fé (1 cada).

"Entre os casos positivos do estado, há registros de pacientes sem histórico de viagem internacional ou contato com caso confirmado da nova variante ou algum viajante que tenha chegado do exterior. Diante das investigações realizadas, número de confirmações e distribuição dos casos pelo território, já é possível afirmar que existe transmissão comunitária da variante Ômicron no estado", pontuou a secretaria.

Estado de saúde

De acordo com a SES-MG, nenhum dos infectados precisou ser internado. Todos eles tiveram sintomas leves e foram monitorados de casa. Os contaminados têm idade que varia de 5 a 68 anos. São 69 (53,1%) mulheres e 60 (46,2%) homens. Não há a confirmação do gênero de um deles. O governo não esclareceu se estão todos vacinados.

"O CIEVS-Minas acompanha todas as notificações feitas pelos municípios, dando as orientações e viabilizando os recursos necessários para as medidas que devem ser adotadas para conter possíveis surtos.

Além disso, a SES-MG enfatiza a importância da vacinação contra Covid-19 (esquema completo e dose de reforço), bem como as recomendações sanitárias, como o uso correto de máscara, lavagem das mãos com frequência e evitar aglomerações", explica a SES-MG.

Vacinação em MG

De acordo com o Vacinômetro do Governo de Minas, 91,70% dos moradores com 12 anos ou mais receberam a primeira dose do imunizante, 84,44% estão com duas aplicações e 14,45% receberam três injeções.

Veja como anda a vacinação pelo Brasil:

Últimas