Minas Gerais Militar é atropelado por suspeitos de cometerem tortura em Vespasiano, na Grande BH

Militar é atropelado por suspeitos de cometerem tortura em Vespasiano, na Grande BH

Durante a fuga dos criminosos, houve troca de tiros e um dos envolvidos no crime morreu no HPS

  • Minas Gerais | Leandro Silva e Virgínia Nalon, da Record Minas

Militar ficou ferido após ser atropelado por um carro

Militar ficou ferido após ser atropelado por um carro

Reprodução / Record Minas

Um policial militar foi atropelado e arrastado por cerca de 10 metros durante uma ocorrência policial no bairro Nova Pampulha, em Vespasiano, na Grande BH, no final da noite desta quinta-feira (25).

As viaturas foram acionadas para a rua Alameda das Orquídeas, onde, segundo denúncia anônima, um homem estaria sendo torturado por três traficantes.

A motivação do crime seria por a vítima teria perdido uma carga de drogas. Ao perceberem a aproximação dos militares, os suspeitos fugiram. Porém, um dos envolvidos, durante a fuga, jogou um veículo na direção de um dos policiais e o atropelou.

De acordo com a Polícia Militar, após o acidente, o suspeito fugiu para uma região de mata. O helicóptero da PM foi acionado, assim como a equipe de cães da PM, a Rocca.

O homem começou a atirar em direção dos policiais. Durante a troca de tiros, o suspeito foi baleado cinco vezes. Ele foi socorrido para o Hospital Risoleta Neves, mas morreu ao dar entrada no local.

De acordo com a polícia, ele tinha passagens por tráfico de drogas e era investigado por outros crimes. Uma arma de fogo calibre 38 e seis munições foram apreendidos.

O policial segue internado, em observação, no Hospital Militar. A vítima que estava sendo torturada pelos traficantes foi encaminhada ao Hospital Risoleta Neves com ferimentos diversos, mas não corre risco de morte.

Os outros dois suspeitos de participarem da tortura a vítima ainda estão sendo procurados pela Polícia Militar. 

Últimas