Minas Gerais Ministério da Agricultura interdita fábrica de cerveja sob suspeita

Ministério da Agricultura interdita fábrica de cerveja sob suspeita

Medida seria necessária diante do "risco iminente à saúde pública"; fiscais analisam amostras de cerveja e cerca de 16 mil litros foram apreendidos

Fábrica foi alvo de buscas nesta semana

Fábrica foi alvo de buscas nesta semana

Gisele Ramos / Record TV Minas

A fábrica da cervejaria Backer, no bairro Olhos d'Água, em Belo Horizonte, foi interditada nesta sexta-feira (10) pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). 

Segundo a pasta, a medida cautelar foi feita "diante do risco iminente à saúde pública". O Mapa também determinou ações de fiscalização para apreensão dos produtos que ainda se encontram no mercado. 

Um laudo da Polícia Civil de Minas Gerais em amostras de dois lotes da cerveja apresentaram contaminação por dietilenoglicol, uma substância química usada como anticongelante. 

De acordo com o Ministério, mais de 16 mil litros de cerveja foram apreendidos cautelarmente e fiscais da pasta estão realizando análises laboratoriais nas amostras coletadas. 

Em nota divulgada na noite desta sexta-feira (10), a Backer informou que ainda não tinha sido notificada a respeito de nenhuma interdição em sua fábrica por parte do Ministério da Agricultura. A cervejaria também disse que está à disposição das autoridades e que "planeja interromper suas atividades momentaneamente neste sábado, dia 11/01, para realizar uma vistoria completa em seus processos de produção, visando oferecer conforto e esclarecimento aos seus clientes".

A Backer também afirmou que "aguarda a conclusão das investigações e reforça seu compromisso com a qualidade de seus produtos."