Minas Gerais Motoboy reage a ameaça e bate em “Jackie Chan” de MG em lanchonete

Motoboy reage a ameaça e bate em “Jackie Chan” de MG em lanchonete

Após apanhar, o homem apelidado com o nome do ator chinês foi indiciado pela polícia por atirar com arma de fogo e dirigir embriagado depois da briga

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

O vídeo de uma briga dentro de uma lanchonete em Ouro Branco, a 100 km de Belo Horizonte, caiu nas graças de internautas por todo o Brasil. A gravação mostra um homem conhecido na cidade como “Jackie Chan” apanhando de um motoboy que ele teria ameaçado.

As imagens registraram o momento em que Rafael Júnior da Costa Vieira, o “Jackie Chan”, chega ao local com um amigo e aborda o entregador. Os dois homens agridem o motoboy, que reage e derruba a dupla. O entregador desfere uma série de socos nos dois homens e deixa a lanchonete em seguida.

Circuito de segurança flagrou a briga

Circuito de segurança flagrou a briga

Reprodução / Record TV Minas

De acordo com o boletim de ocorrência, Vieira foi até a casa dele após a briga, pegou uma arma de fogo e voltou ao bar para ameaçar novamente o entregador. A polícia foi acionada e “Jackie Chan” fugiu do local, de carro. Testemunhas relataram à polícia que no caminho da fuga, o suspeito atirou contra um carro, que não tinha ligação com a história.

Os militares montaram um cerco para deter o suspeito. O registro da ocorrência indica que o homem ainda tentou resistir à prisão. Ele apresentava sinais de embriaguez e se recusou a fazer teste do bafômetro. Inquieto na sede da Polícia Militar, Vieira ainda chutou e quebrou uma parede de madeira do local.

Após a confusão em série, o homem conhecido como “Jackie Chan” foi preso e levado para uma penitenciária na cidade de Conselheiro Lafaiete, a 96 km de Belo Horizonte.

Indiciamento

O caso aconteceu no dia 12 de outubro. Nesta semana, a Polícia Civil concluiu as investigações sobre a briga e indiciou “Jackie Chan” pelos crimes de disparo de arma de fogo, embriaguez ao volante e danos ao patrimônio público.

De acordo com o delegado Marcelo Fonseca Prado, Vieira teria ido à lanchonete para questionar o entregador sobre uma suposta aproximação do motoboy com a namorada dele. O amigo de Jackie Chan, que ajudou na briga, também estaria embriagado.

— O preso foi ouvido ainda no dia do flagrante e estava muito embriagado.

Ainda segundo o delegado, Viera já foi preso por outros crimes na cidade.

— Ele é um homem bem temido na cidade tanto pelas atitudes, quanto pelo porte físico. Inclusive, o suspeito já cumpriu pena por homicídio.

A reportagem tenta contato com a defesa do preso.

Últimas