Minas Gerais MP denuncia servidor público por produção e tráfico de drogas

MP denuncia servidor público por produção e tráfico de drogas

Suspeito é engenheiro agrônomo e mantinha estrutura profissional para produção e tráfico de maconha em sítio de Ubá (MG)

Militares participaram de operação que apreendeu plantas de maconha

Militares participaram de operação que apreendeu plantas de maconha

Reprodução/MP

Um servidor público foi denunciado pelo Ministério Público por manter uma complexa estrutura de produção e tráfico de maconha em um sítio na zona rural de Ubá, a 280 km de Belo Horizonte. O servidor, que é engenheiro agrônomo, teria alugado o local para realizar produção em larga escalada da droga. 

Agentes do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), em operação realizada junto às polícias Civil e Militar, encontraram um sofisticado centro de armazenamento, cultivo e produção de maconha. Segundo o MP, o esquema era "altamente profissional", já que o servidor utilizava seus conhecimentos na área de agronomia para manter a operação do laboratório voltado para o tráfico. 

No local foram apreendidos, além de um grande volume de porções de maconha, 200 unidades da planta, sementes, materiais voltados à preparação e produção de substâncias proibidas, como aparelhos de ar condicionado, esquema de irrigação e de iluminação com lâmpadas próprias, balança de precisão, prensa artesanal hidráulica de madeira e metal e fita adesiva.

Denúncia

O servidor público foi denunciado pelos crimes de tráfico de drogas e de maquinário para fabricação de drogas e posse irregular de munições de arma de fogo. O Ministério Público também pediu a perda do cargo público do servidor e a prisão preventiva. 

O engenheiro é considerado foragido. Ele não estava em casa no dia da operação e a polícia procura por pistas para que possa identificar seu paradeiro. 

Últimas