MP pede na Justiça recall de todos os Onix vendidos desde 2012 no país

Ação diz que modelo teve nota zero em testes de segurança e não atende regras básicas das Nações Unidas; veículo é líder de vendas no país

Onix gerou receita de mais de R$ 8 bi entre 2012 e 2019

Onix gerou receita de mais de R$ 8 bi entre 2012 e 2019

Reprodução / Minuto Motor

O MPF (Ministério Público Federal), em conjunto com o MPMG (Ministério Público de Minas Gerais), entrou com uma ação civil contra a General Motors do Brasil pedindo o recall de todos os automóveis Chevrolet Onix vendidos no Brasil desde 2012.

O carro é o líder de vendas no país, com mais de 1 milhão de unidades comercializadas entre 2012 e 2019 e gerando uma receita de mais de R$ 8,3 bilhões para a companhia.

Segundo o MPMG, o modelo recebeu, em 2017, nota zero em testes de segurança que avaliaram a proteção dos ocupantes em caso de batidas laterais.

De acordo com o procurador da República, Cléber Eustáquio Neves, as falhas do carro são “gritantes” e, durante um dos testes, a porta traseira se abriu sozinha. Neves também afirmou que os modelos vendidos no exterior não apresentam essas falhas.

— O modelo vendido no Brasil não cumpre as regras básicas contra impacto da ONU (Organização das Nações Unidas), enquanto os modelos equivalentes da GM na Europa e Estados Unidos têm resultados muito melhores.

O processo também aciona o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) e a União. O texto da ação acusa a montadora de ter consciência desses riscos e diz que a omissão do Estado brasileiro se dá pelo fato do Onix ser “uma máquina fabulosa de dinheiro”, gerando, ao menos, R$ 2 bilhões em tributos por ano.

A reportagem entrou em contato com a General Motors do Brasil, montadora responsável pelo Chevrolet Onix, e aguarda o retorno da empresa.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli