Minas Gerais MP vai apurar ação de "fura-filas" na vacinação contra a covid em MG

MP vai apurar ação de "fura-filas" na vacinação contra a covid em MG

Órgão quer que municípios sejam transparentes na execução da vacinação e diz que quem não respeitar a fila pode ser punido

Vacinação contra a covid começou nesta semana

Vacinação contra a covid começou nesta semana

Reprodução / Pixabay

O Ministério Público de Minas Gerais orientou os promotores de Justiça a fiscalizarem se os municípios estão cumprindo a ordem de prioridade de vacinação contra a covid-19 em Minas Gerais. 

O CAO-Saúde (Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde), ligado ao MP, quer que promotores de Justiça façam diligências para apurar e coibir a prática de "fura-filas". O órgão também pede que os gestores municipais elaborem planos de vacinação local e que divulguem as metas vacinais atingidas. 

O MP também quer saber se os municípios receberam os insumos necessários à vacinação, como seringas, agulhas, caixas para descarte de resíduos, algodão, refrigeradores, acondicionamento adequado, dentre outros.

De acordo com o coordenador do CAO-Saúde, Luciano Moreira de Oliveira é preciso assegurar a transparência na execução da vacinação e que a atuação de "fura-filas" pode caracterizar atos de improbidade administrativa.

Últimas