Minas Gerais MPT pede indenização de R$ 10 milhões de multinacional chinesa por falta de segurança  

MPT pede indenização de R$ 10 milhões de multinacional chinesa por falta de segurança  

Foram encontradas 29 infrações em unidade da XCMG Brasil em Pouso Alegre

MPT pede indenização de R$ 10 milhões de multinacional chinesa por falta de segurança  

Planta de Pouso Alegre é a primeira do grupo do Brasil

Planta de Pouso Alegre é a primeira do grupo do Brasil

XCMG Brasil / Facebook

Irregularidades na linha de produção e falta de proteção em máquinas levaram o Ministério Público do Trabalho interditar equipamentos da XCMG Brasil, instalada há apenas um ano em Pouso Alegre, no sul de Minas. A multinacional chinesa tem até o dia 17 de agosto para comprovar que adotou todas as medidas de seguranças exigidas, determinou a 2ª Vara do Trabalho da cidade. 

Foram lavrados 29 autos de infração e cinco equipamentos foram interditados por colocarem em risco a situação dos empregados. Na Ação Civil Pública proposta pelo MPT há um pedido de condenação de R$ 10 milhões por dano moral coletivo, já que a empresa também não promoveu os treinamentos necessários nem adotou programas de saúde e segurança. 

Leia mais notícias de Minas Gerais no Portal R7

Experimente grátis: todos os programas da Record na íntegra no R7 Play

O procurador do Trabalho Paulo Crestana destaca que a multinacional investiu R$ 1 bilhão na planta de Pouso Alegre e ainda assim tem desrespeitado a legislação. 

— Não é admissível que uma empresa em funcionamento há apenas um ano, que teve investimentos anunciados de R$ 1 bilhão de reais, mantenha seus trabalhadores expostos a riscos tão graves. A falta de proteção em prensas, por exemplo, pode resultar em lesões irreversíveis, como amputação de membros. 

A XCMG vem se valendo dos benefícios do Finame, financiamento do BNDES para a produção e aquisição de máquinas e equipamentos. A adoção do programa obriga a empresa a cumprir a legislação e manter um meio ambiente saudável na fábrica, segundo o procurador.   

— O desenvolvimento econômico e as vantagens concorrenciais não podem ser obtidas sem o cumprimento das obrigações que devem ser observados para a preservação da vida e da saúde dos trabalhadores.

Nenhum representante da empresa se manifestou sobre a ação. A fábrica tem capacidade de produção anual para 7 mil unidades de seus principais produtos de máquinas de construção, incluindo guindastes móveis, escavadoras hidráulicas, pás carregadoras com rodas, máquinas de compactação e motoniveladoras.

    Access log