Minas Gerais Pais são presos pela morte da filha de 1 ano em Montes Claros (MG)

Pais são presos pela morte da filha de 1 ano em Montes Claros (MG)

Bebê morreu na casa da família e apresentava hematomas pelo corpo; polícia foi acionada pelo avô da criança

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7, com Núbia Roberto, da Record TV Minas

Irmão relatou que Maria Valentina foi agredida

Irmão relatou que Maria Valentina foi agredida

Reprodução / Record TV Minas

A PM (Polícia Militar) prendeu, no final da noite desta terça-feira (6), os pais da menina de 1 ano e 2 meses encontrada morta na casa da família, em Montes Claros, a 420 km de Belo Horizonte.

A suspeita é que Maria Valentina Alves Rodrigues tenha sido agredida pelo pai de 36 anos.

A PM foi acionada por volta das 9 horas desta terça pelo avô da vítima. Os agentes chegaram à casa da família e encontraram o bebê sem sinais vitais e com hematomas no abdômen.

De acordo com a corporação, o homem chegou a fugir após ser constatada a morte, mas ele foi encontrado enquanto andava pela rua Lagoa Itapeva, no bairro Monte Carmelo. Ele resistiu à prisão e precisou ser contido.

A mãe da menina, de 28 anos, também foi detida para prestar esclarecimentos, já que ela estaria na casa no momento dos fatos e afirma que não presenciou as supostas agressões, que ela acredita terem sido praticadas pelo marido.

Três parentes do homem também foram detidas suspeitas de terem o ajudado na fuga, obstruindo o trabalho da polícia. Os telefones celulares dos suspeitos foram apreendidos.

Ainda segundo a PM, o casal, que mora com mais quatro filhos, tem antecedentes criminais. Um dos filhos, de 4 anos, disse que viu a irmã sendo agredida pelo pai durante a madrugada e que também já foi agredido por ele em outra ocasião.

"Pelos levantamentos policiais realizados a vítima teria sido agredida com golpes que causaram lesões em várias partes do corpo. Os suspeitos negam a prática criminosa, mas são investigados por homicídio qualificado", informou a Polícia Civil em nota.

O corpo da criança foi enviado para o IML (Instituto Médico Legal) de Montes Claros e aguarda liberação por familiares.

Últimas