Minas Gerais Pichação com ameaça de massacre em escola mobiliza a PM em MG

Pichação com ameaça de massacre em escola mobiliza a PM em MG

Militares estiveram na unidade de ensino e não identificaram risco aos alunos e funcionários; caso aconteceu em Lagoa Santa

Ameaça estava pichada em uma parede da escola

Ameaça estava pichada em uma parede da escola

Imagens cedidas

Uma mensagem com ameaça de um suposto massacre na Escola Estadual Nilo Mauricio Trindade Figueiredo, em Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte, mobilzou a PM (Polícia Militar), nesta quarta-feira (4).

A corporação foi acionada pela direção da unidade, que tomou conhecimento da pichação deixada em uma das paredes. A foto do texto circulava pelas redes sociais. A mensagem dizia "massacre na escola nos próximos dias".

Os militares estiveram na escola na manhã desta quarta para averiguar a situação e constataram não haver risco para os funcionários e alunos. As imagens das câmeras de segurança foram cedidas pela direção do colégio. Até o momento, os agentes não identificaram possíveis pessoas relacionadas com o texto.

O dia letivo seguiu normalmente, mas a PM intensificou as rondas preventivas no entorno da unidade.

Em nota, a PM e a SEE-MG (Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais) não confirmaram se a pichação com a ameaça foi, de fato, encontrada na unidade. Segundo a secretaria, a Superintendência Regional de Ensino está acompanhando o caso.

*Estagiário sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas