Minas Gerais Piscina furtada em Betim (MG) é recuperada na Grande BH

Piscina furtada em Betim (MG) é recuperada na Grande BH

Furto ocorreu em março deste ano e câmeras de segurança haviam flagrado o momento em que os criminosos fugiram com a piscina

  • Minas Gerais | Gabrielle Assis, da Record TV Minas

Um dos suspeitos postou vídeo "ostentando" a piscina nas redes sociais

Um dos suspeitos postou vídeo "ostentando" a piscina nas redes sociais

Redes Sociais/divulgação

Uma piscina que foi furtada de uma loja de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, no dia 10 de março, foi localizada em um sítio em São Joaquim de Bicas, também na Grande BH, na quinta-feira (27). Na data do furto, imagens de circuito de segurança registraram o momento em que um veículo passava com a piscina presa em uma carretinha reboque.

A carretinha foi localizada no dia seguinte ao furto, também em São Joaquim de Bicas, mas a piscina estava desaparecida desde então. Os proprietários da loja contrataram um detetive particular para encontrar a piscina e, na quarta-feira (26), receberam uma denúncia de que ela estava instalada em um sítio no bairro Boa Esperança, em São Joaquim de Bicas, e chamaram a polícia.

Segundo o boletim de ocorrência, um homem de 36 anos, estava no local quando a PM chegou. De acordo com os donos da loja, ele tinha postado vídeos e fotos ostentando a piscina nas redes sociais. Ao ser questionado pelo furto, ele disse que estava instalando câmeras de segurança no sítio e que o dono seria um homem conhecido por Charles. Sobre as postagens, ele disse que usou a piscina algumas vezes, mas que não residia no local.

Um segundo homem de 34 anos que também estava no sítio no momento da abordagem,  disse que foi contratado pelo primeiro para fazer a instalação de câmeras de segurança no local.

Perto da casa, a PM localizou um terceiro homem de 27 anos, que também tinha sido visto nas imagens das redes sociais ostentando a piscina. Ele apresentou um documento falso para os militares e foi verificado que ele tinha um mandado de prisão em aberto.

Os três foram detidos por receptação. No sítio, a polícia apreendeu uma arma, cartuchos com munição, uma porção de drogas e uma carretinha sem placas.

A piscina, avaliada em R$20 mil, foi esvaziada e removida de volta à loja. Os proprietários disseram que a identificaram pelo modelo e cor, que são vendidos por eles, além dos madeirites que apoiavam a piscina, que eram da carretinha da empresa. O número de série da piscina havia sido apagado.

Últimas