Minas Gerais PM reformado é preso suspeito de ter plantação de maconha em casa 

PM reformado é preso suspeito de ter plantação de maconha em casa 

Investigações da Polícia Civil apontam, ainda, que o homem de 73 anos é suspeito de ser o chefe do tráfico de drogas na região do Barreiro, em BH

Todo material da casa do suspeito foi apreendido

Todo material da casa do suspeito foi apreendido

Reprodução/RecordTVMinas

Um policial militar reformado de 73 anos foi preso, nesta terça-feira (15), suspeito de ter uma plantação de maconha no quintal de casa, na região do Barreiro, em Belo Horizonte. O homem ainda é apontado como chefe do tráfico de drogas na região. 

De acordo com o delegado da Polícia Civil, Daniel Reis, a prisão do suspeito teve aconteceu após uma investigação do Denarc (Departamento Estadual de Combate ao Narcotráfico), que durou cerca de um ano. 

Segundo Reis, o policial militar reformado cultivava a droga no quintal de casa. As plantas de diferentes tamanhos estavam em vasos com terra e expostas à luz solar. Da rua, os policiais conseguiram visualizar os 50 pés de maconha. 

— Alguns pés ultrapassavam o muro da casa. Nós chegamos com muita cautela, entramos e vimos o material. Todas as plantas estavam no fundo da casa. 

Ainda segundo o delegado, a operação prendeu duas pessoas em flagrante. A dona da casa, de 47 anos, e o idoso de 73 anos, que segundo Daniel Reis, é um policial militar reformado que já foi detido outras seis vezes por envolvimento na venda de entorpecentes. 

— Ele [suspeito] é líder do tráfico na Vila Cemig e fornece drogas para a região de Ribeirão das Neves e Sete Lagoas. 

Segundo o delegado responsável pelas investigações, duas crianças, uma de 6 anos e outra de 1 ano, estavam na casa quando a Polícia chegou. De acordo com Reis, ela seriam netas da mulher presa e revelaram que a dona da casa regava a plantação.

No imóvel, os policiais ainda localizaram quatro armas de fogo, sendo três pistolas e um revólver calibre 38, além de munição, balanças e três toucas ninja. Uma das armas possuía queixa de furto. Apesar da idade, os agentes suspeitam que o idoso planejava ataques contra rivais.

— O que chama atenção é o poder de fogo do suspeito. Ele usaria esses equipamentos para tomada de territórios na região do Morro das Pedras, em BH. 

Os 50 pés de maconha foram recolhidos pela polícia e levados para a sede do Denarc. Também foram apreendidas seis barras de maconha e algumas buchas da mesma droga.

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos devem responder por três crimes, sendo tráfico de drogas, associação ao tráfico e posse ilegal de arma de fogo.

Últimas