Minas Gerais Polícia encontra em SP armas que teriam sido usadas em ataque a banco de Itajubá (MG)

Polícia encontra em SP armas que teriam sido usadas em ataque a banco de Itajubá (MG)

Corporação prendeu um homem que estava no imóvel onde o armamento foi localizado, na zona leste da capital paulista

  • Minas Gerais | Aline Freitas, da Agência Record*

Polícia encontrou munição e armamento

Polícia encontrou munição e armamento

Divulgação /PCSP

A Polícia Civil de São Paulo apreendeu, neste sábado (25), armas que teriam sido usadas por criminosos no ataque a uma agência da Caixa Econômica em Itajubá, no sul de Minas Gerais, na última quarta-feira (22). Um homem que estaria com o material foi preso.

De acordo com informações da corporação, após investigações, equipes do 95° Distrito Policial chegaram ao endereço, na região de Ermelino Matarazzo, na zona leste da capital paulista, e localizaram as armas e o homem responsável pelo armazenamento do carregamento.

Entre os itens apreendidos estão: um fuzil, munições da arma, 30 coletes balísticos, pistolas, uma pistola Glock com rajada, três AK 47 e uma arma de calibre 12. Ainda segundo o DP, o suspeito detido passou mal e foi encaminhado a um hospital da região.

Até então, apenas uma pessoa supostamente envolvida no crime havia sido presa. A Polícia Militar de Minas Gerais acredita que ao menos 12 participaram do ataque.

A investigação do caso está com a Polícia Federal em Belo Horizonte. As informações iniciais davam conta de que os criminosos explodiram a agência, mas não teriam conseguido acesso ao cofre. O banco não confirmou se os ladrões conseguiram levar dinheiro e joias de penhora.

O assalto

O assalto à agência da Caixa Econômica Federal em Itajubá aconteceu no fim da noite da última quarta-feira. Na hora do ataque, criminosos cercaram o batalhão da polícia local para dificultar a atuação das forças de segurança.

O grupo estava fortemente armado. Os assaltantes também usaram bombas. Moradores relataram que as explosões e trocas de tiros duraram 30 minutos. De acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais, os suspeitos fugiram rumo a São Paulo. Itajubá, que tem aproximadamente 90 mil habitantes, fica próximo à divisa entre os dois estados.

Na rota de fuga, as forças de segurança mineiras encontraram bombas, munições e material usado para furar pneu de carros. Ao menos oito veículos supostamente usados no crime foram encontrados. Um deles estava com muitas manchas de sangue no banco. Em outros dois, havia dinamites. Os ladrões também deixaram quatro bombas na agência bancária, que foram retiradas pelo Bope (Batalhão de Operações Especiais).

Itajubá (MG) fico próximo à divisa com o estado de São Paulo

Itajubá (MG) fico próximo à divisa com o estado de São Paulo

Record TV Minas

Moradores relatam cenário de terror durante ataque a banco em Itajubá (MG):

* Sob supervisão de André Carvalho

Últimas