Minas Gerais Polícia investiga agressão de militar durante curso da Rotam em MG

Polícia investiga agressão de militar durante curso da Rotam em MG

Em imagens que circulam nas redes sociais, policiais aparecem dando tapas no rosto de agentes novatos; PM instaurou inquérito

  • Minas Gerais | Rosildo Mendes e Akemí Duarte, Da Record TV Minas

A Polícia Militar de Minas Gerais instaurou um inquérito para apurar casos de agressão em um treinamento da Rotam (Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas). Os policiais envolvidos foram afastados da docência pela corporação até o final das investigações. 

Imagens circularam nas redes sociais

Imagens circularam nas redes sociais

Record TV Minas/Reprodução

Nas imagens, militares aparecem dando tapas no rosto de agentes. Em certo momento, um deles chega a cair no chão.

Um policial, que não quis se identificar, afirma que cenas de violência, humilhação, privação de sono e situações como essas mostradas nos vídeos são comuns no treinamento, que é um pré-requisito para fazer parte do batalhão.

"Quando um militar, em um curso de formação da Rotam, dá um tapa na cara do colega de curso dele e sai sorrindo, o que ele vai fazer com um cidadão desconhecido? Coisas muito piores”, afirma.

Segundo a porta-voz da corporação, Layla Brunella, o vídeo foi gravado em outubro do ano passado durante o curso de procedimentos da Rotam e todos os envolvidos foram identificados.

“A intenção de quem deu o tapa será apurada. Não é um procedimento legal e não está previsto dentro do curso", afirma a representante da PM.

Ainda segundo a polícia, os 10 profissionais envolvidos na agressão foram afastados e o treinamento está suspenso até o final das investigações. 

Últimas