Minas Gerais Polícia vai à casa de suspeito de pedofilia e ele é preso por tráfico

Polícia vai à casa de suspeito de pedofilia e ele é preso por tráfico

Polícia Civil buscava equipamentos que poderiam comprovar crimes sexuais contra crianças e encontraram, também, materiais para venda de drogas

Polícia encontrou réplica de arma de fogo

Polícia encontrou réplica de arma de fogo

Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu um homem suspeito de pedofilia nesta quarta-feira (6) em João Monlevade, a 115 km de Belo Horizonte. Durante a operação de busca e apreensão na sua casa, os policiais também encontraram indícios de que ele também teria envolvimento com o tráfico de drogas. 

O objetivo inicial da Polícia era recolher materiais eletrônicos, como computadores, celulares e outras mídias eletrônicas, para apurar se o homem estaria envolvido com a prática de crimes sexuais contra crianças e adolescentes. 

Segundo as investigações, a ex-namorada do suspeito se sentiu ameaçada, quando foi procurada por ele, pelas redes sociais, e procurou a delegacia para pedir ajuda. 

Segundo o delegado Alex Dalton, a mulher explicou que o homem teria um vídeo, gravado com o próprio celular, em que os dois mantinham relações sexuais.  

— Naquela ocasião, ela era adolescente

Ao chegar à casa do suspeito, os investigadores acabaram encontrando materiais que dão indícios de que o jovem estaria envolvido com o tráfico de drogas. OPs policiais apreenderam porção de substância semelhante à maconha, materiais e embalagens utilizadas para a venda de drogas, duas balanças de precisão e uma réplica de arma de fogo.

Ainda de acordo com o Delegado, ao ser questionado sobre os itens, ele teria confessado a prática do crime.

— Nós fomos lá buscar provas de que ele estaria envolvido em crimes de pedofilia e acabamos encontrando algo a mais. Quando o questionamos, o rapaz afirmou que vende drogas aqui na região

Ele foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e, paralelamente, é investigado pelos crimes sexuais envolvendo menores de idade. O homem foi levado para a prisão. 

Últimas