Minas Gerais Prefeito ameaça rasgar multa em abordagem de trânsito em MG

Prefeito ameaça rasgar multa em abordagem de trânsito em MG

Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis vai entrar com ação de assédio moral contra o político

  • Minas Gerais | Rodrigo Dias, da Record TV Minas

Gleidson Azevedo, prefeito de Divinópolis, a 120 quilômetros de Belo Horizonte, questinou o trabalho de agentes de trânsito durante uma abordagem e ameaçou a rasgar a multa aplicada a um motorista.

O desentendimento aconteceu no último sábado (10). Nesta terça-feira (13), o Sindicato dos Trabalhadores Municipais decidiu entrar com uma ação coletiva contra Azevedo por assédio moral.

Vídeo mostra prefeito abordando agente de trânsito

Vídeo mostra prefeito abordando agente de trânsito

Reprodução / Record TV Minas

O caso foi registrado por vídeo que o próprio prefeito postou em uma rede social. “Você fez alguma multa para ele? Se você tiver feito multa eu vou rasgar agora”, diz o prefeito ao agente.

O guarda pede a Gleidson Azevedo para escutar a explicação do motorista sobre o que teria acontecido. Com o tom de voz alterado, o político afirma que há excesso de multas aplicadas na cidade na atual gestão.

Em nota, a Prefeitura de Divinópolis disse que o intuito do vídeo foi evidenciar para a população que nenhuma pessoa, nem mesmo o prefeito da cidade, pode solicitar que os agentes de trânsito retirem uma multa ou deixem de multar. Ainda de acordo com o comunicado, de janeiro a maio de 2021, o número de multas aplicadas na cidade cresceu 8,87% em comparação com o mesmo período de 2020, quando houve uma redução na circulação de veículos na área central por causa da pandemia.

Leia também: Prefeito se enfurece e discute com moradores 'pró-abertura' em MG

A prefeitura explica que a sensação de aumento expressivo das multas está relacionada à suspensão do pagamento de todas as infrações aplicadas em 2020, com o vencimento prorrogado para 2021. O prefeito também pediu desculpas a quem se sentiu desrespeitado com a forma como ele se expressou e orientou que a população respeite os agentes de trânsito.

Veja a nota de esclarecimento da Prefeitura de Divinópolis na íntegra:

"A Prefeitura de Divinópolis, por meio da Diretoria de Comunicação, vem esclarecer sobre vídeo publicado nas redes sociais do prefeito Gleidson Azevedo. No sábado (10/07), o prefeito esteve na região Central da cidade cumprindo sua agenda, quando encontrou com um servidor público, agente de trânsito, realizando abordagens de fiscalização.

O intuito do vídeo foi evidenciar para população que nenhuma pessoa, nem mesmo o prefeito da cidade, pode solicitar que os agentes de trânsito retire uma multa ou deixem de multar, pois os mesmos, na esfera da competência estabelecida no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e dentro de sua circunscrição, julgará a consistência do auto de infração e aplicará a penalidade cabível.

Como evidenciado pelo prefeito, a quantidade de autuações lavradas e validadas, de janeiro a maio, em 2021 teve um aumento de 8,87% quando comparado com o ano de 2020 (ano de pandemia, em que por 7 meses o movimento da área central da cidade diminuiu drasticamente). No entanto, em relação ao ano de 2019, houve um decréscimo de 134,37%. As principais autuações são de evasão de sinal vermelho, estacionar em vaga de idoso, deficiente físico e carga e descarta, e dirigir falando ao telefone celular.

A sensação de que a quantidade de multas tenha aumentado exorbitantemente em relação ao ano passado, deve-se ao fato de que no ano de 2020, em razão da pandemia, foi realizada a suspensão de pagamento de todas as multas aplicadas naquele ano e o vencimento foi prorrogado com a mesma data, porém para 2021. Portanto, nesse momento, muitas multas de 2020 estão sendo enviadas aos infratores.

A prefeitura relembra que a quantidade de autuações depende muito de a população respeitar as regras de circulação previstas no CTB. E, que 90% de todas as infrações são realizadas por smartphone, onde é anexada, quando possível, a foto do veículo em que está cometendo o ato. As decisões dos agentes de trânsito cabem recurso a ser interposto, no prazo de trinta dias contados da publicação ou da notificação da decisão.

O prefeito, pede desculpas aos agentes de trânsito e a população que se sentiram desrespeitados pela forma de expressão, e intensifica que unidos, prefeitura e população, o trânsito será melhor e mais seguro.

Quanto ao trabalho dos agentes de trânsito, pedimos a toda população divinopolitana que respeitem a abordagem e orientação deles, pois, eles têm o papel de evitar acidentes e engarrafamentos nas vias das cidades, além de orientar os pedestres nas vias urbanas".

Últimas