Minas Gerais Prefeitura de BH pede ajuda a Exército para combate à dengue

Prefeitura de BH pede ajuda a Exército para combate à dengue

Militares começaram a atuar hoje na parte administrativa de unidades de atendimento; objetivo é liberar técnicos para atender a população

Reprodução / Record TV Minas

A Prefeitura de Belo Horizonte firmou uma parceria com o Exército para ampliar o atendimento aos pacientes com sintomas de dengue que procuram unidades de atendimento no município.

A partir desta terça-feira (7), 54 militares vão deixar os quartéis para atuar no setor administrativo das UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e nos CADs (Centros de Atendimento à Dengue), além de tendas montadas em quatro regionais de Belo Horizonte e nas nove diretorias regionais de saúde da cidade. 

Os militares do Exército serão responsáveis por orientar a população, auxiliar no fluxo de atendimento e realizar trabalhos administrativos, como preenchimento de fichas e notificações. Com isso, a equipe de assistência que costuma realizar essas atividades vai ficar liberada para concentrar esforços no atendimento à população com sintomas da doença. 

Casos

De acordo com boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, Belo Horizonte já registrou 23.727 casos prováveis de dengue neste ano, uma incidência de 948 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, o que é considerado "muito alta" pela pasta.