Minas Gerais Prefeitura publica decreto que exige máscara em hospitais e ônibus de BH

Prefeitura publica decreto que exige máscara em hospitais e ônibus de BH

Medida foi tomada para conter o avanço do vírus; prefeitura reforçou a importância da vacinação de crianças e adultos

  • Minas Gerais | Lucas Eugênio*, Do R7 com Luiz Casoni, Da Record TV Minas

Item voltou a ser obrigatório dentro dos ônibus

Item voltou a ser obrigatório dentro dos ônibus

Freepik/Reprodução

O decreto que exige o uso de máscara em hospitais e transportes públicos de Belo Horizonte foi publicado, na manhã desta sexta-feira (18), no DOM (Diário Oficial do Município). A informação foi divulgada pela secretária municipal de Saúde, Cláudia Navarro, nesta quinta-feira (17). A utilização do item de proteção contra a Covid-19 na capital não era obrigatório desde o dia 11 de agosto deste ano.

“A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, vai publicar um decreto que volta com a obrigatoriedade de máscara em instituições de saúde e no transporte coletivo, incluindo táxi, transporte escolar e em viagens de carros de aplicativo”, disse a representante da pasta.

Segundo a prefeitura, a medida foi tomada por causa do aumento no número de casos de Covid-19 na capital. Foi observada a porcentagem de testes positivos nas últimas três semanas. A taxa cresceu de 3% para 15% nesse período. Ainda de acordo com a pasta, o aumento do número de casos não impactou na quantidade de internações nem de mortes.

Prefeitura disse que a medida foi tomada para impedir avanço do vírus na capital

Prefeitura disse que a medida foi tomada para impedir avanço do vírus na capital

Luiz Casoni / RecordTv Minas

Durante a coletiva, Cláudia Navarro recomendou que a população, principalmente os idosos e imunossuprimidos, utilizem máscara nos locais fechados, apesar de a secretaria não exigir o uso do equipamento de proteção.

As regras para a utilização da máscara nos outros espaços estão mantidas, de acordo com a secretaria. Inicialmente, o decreto terá validade de 15 dias.

Vacinação

Na quinta-feira (17), a capital mineira iniciou a vacinação contra a Covid-19 em crianças com comorbidades. O público de 6 meses até 2 anos e 11 meses pode ser imunizado em nove centros de saúde de BH, um em cada regional do município.

Belo Horizonte recebeu 5.600 doses da Pfizer pediátrica, para vacinar 2.800 crianças. A Secretaria de Saúde anunciou que também vai receber 9.000 doses da CoronaVac para vacinar a faixa etária de 3 a 4 anos. O público é estimado em 51 mil crianças.

Até a quinta-feira (17), 25% das crianças de 3 a 4 anos tomaram a primeira dose, e 9% desse público foi imunizado com a segunda dose da vacina. Ainda não há previsão de envio de vacinas pelo Ministério da Saúde para aplicar a quarta dose da população de 17 a 39 anos, segundo a Secretaria de Saúde.

* Estagário sob supervisão de Ana Gomes

Últimas