Minas Gerais Rebelião em penitenciária deixa cerca de 20 feridos na Grande BH

Rebelião em penitenciária deixa cerca de 20 feridos na Grande BH

Informações preliminares dão conta de que detentos atearam fogo em colchões e 12  precisaram ser levados para hospital

  • Minas Gerais | Camila Cambraia e Maria Luiza Reis, da RecordTV Minas

Rebelião em penitenciária deixa cerca de 20 feridos em Ribeirão das Neves (MG)

Rebelião em penitenciária deixa cerca de 20 feridos em Ribeirão das Neves (MG)

Reprodução/Google Earth

Uma rebelião no presídio Inspetor José Martinho Drumond, em Ribeirão das Neves, cidade localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, deixa ao menos 20 feridos no início da tarde desta quinta-feira (4).

Entre eles, 12 detentos precisaram ser socorridos por ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), sendo que sete deles tiveram queimaduras de 2º e 3º grau e foram levados, de helicóptero, para o Hospital João 23, em Belo Horizonte, em estado grave. Outros oito presos foram atendidos pelo sistema de saúde da penitenciária, já que tiveram queimaduras leves ou escoriações. 

Policiais penais que trabalham nesta penitenciária confirmaram à reportagem que todos os 20 detentos estavam na cela 3 da ala 1 do presídio, que tem capacidade para oito pessoas. De acordo com os agentes, eles teriam tentado jogar o colchão no pátio, mas acabaram se queimando e inalaram fumaça. 

Ainda não há uma confirmação sobre a motivação desse motim mas, segundo policiais penais, há superlotação em celas do presídio, inclusive onde ocorreu o incidente. 

O incêndio foi controlado pelos bombeiros que, agora, fazem rescaldo no local. 

Outro lado

A reportagem entrou em contato com a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) que respondeu, em nota, que um detento "cometeu uma to de subversão da ordem" colocando fogo em um colchão. 

"Apesar da imediata ação de contenção por parte dos Policiais Penais, as chamas se alastraram rapidamente em virtude do vento, causando mal aos demais 17 ocupantes da cela em que ele se encontrava. Os presos inalaram fumaça e outros sofreram queimaduras. No momento da ocorrência, 18 presos estavam na cela atingida pelo fogo", informou a secretaria.

Conforme a pasta, sete detentos foram levados para hospitais de BH e Ribeirão das Neves em carros dos bombeiros e do SAMU. Cinco foram levados, em helicóptero, com queimaduras graves e, os outros seis, foram atendidos pela equipe médica da própria unidade prisional.

"O ocorrido na unidade não se trata de uma rebelião, e no momento a ação já está controlada no interior da unidade prisional. A direção do presídio irá instaurar um procedimento interno de investigação para apurar administrativamente o fato. O Depen-MG seguirá acompanhando o estado de saúde de todos os custodiados. Nenhum servidor foi atingido", completa a nota. 

Últimas