Minas Gerais Réu no processo da Backer no TJ, técnico da cervejaria morre de AVC 

Réu no processo da Backer no TJ, técnico da cervejaria morre de AVC 

Paulo Luiz Lopes tinha 39 anos e era responsável técnico da Backer; ele responderia na Justiça por homicídio culposo e lesão corporal culposa

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Cervejaria foi alvo de investigações por contaminação

Cervejaria foi alvo de investigações por contaminação

Divulgação / MPMG / André Lanna

O responsável técnico da cervejaria Backer, Paulo Luiz Lopes, morreu após um AVC (Acidente Vascular Cerebral). A Justiça de Minas Gerais aceitou denúncia contra o técnico, de 39 anos, no início de setembro.

Paulo responderia por homicídio culposo e lesão corporal culposa, além de fabricar, vender ou expor à venda substância alimentícia ou produto falsificado, corrompido ou adulterado. Esse último crime está previsto no artigo 272 do Código Penal.

Ao todo, 11 pessoas foram denunciadas à Justiça. Dez delas por envolvimento no episódio de contaminação de cervejas da Backer, que causaram 10 mortes de clientes, e uma por falso testemunho.

A morte ocorreu há mais de três semanas e o atestado de óbito foi anexado ao processo na última semana.

De acordo com o advogado que representava Paulo no processo, Fábio Presoti Alves, não é possível afirmar se o óbito teve alguma relação com o processo. 

- Ele morreu de AVC, tinha 39 anos, não foi de um acidente, por exemplo. Mas é muito difícil afirmar a causa, se [o processo] contribuiu ou não com o óbito dele.

Agora, o processo segue na Justiça contra os outros 10 réus.

Últimas