Minas Gerais Segurança do metrô morre atropelado por trem em BH

Segurança do metrô morre atropelado por trem em BH

Testemunha contou à polícia que o trabalhador estava se escondendo da chuva em um local próximo ao trilho quando foi atingido pela locomotiva

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Acidente aconteceu próximo à estação Carlos Prates

Acidente aconteceu próximo à estação Carlos Prates

Reprodução / Record TV Minas

Um segurança das estações de metrô de Belo Horizonte, de 52 anos, morreu atropelado por um dos trens, no final da noite desta quarta-feira (23).

Uma testemunha contou à PM (Polícia Militar) que Carlos Henrique de Souza estava se escondendo da chuva em um local próximo ao trilho quando foi atingido pela locomotiva.

O colega de trabalho que presenciou a cena também estava se abrigando no mesmo ponto, mas havia saído para atender o celular quando o houve o acidente. A testemunha disse, ainda, que tentou gritar Souza quando viu o trem, mas o segurança não ouviu o alerta. Segundo ela, o condutor da locomotiva não buzinou.

O maquinista relatou aos militares que o atropelamento aconteceu após uma curva, quando o trem estava a aproximadamente 60 quilômetros por hora. O condutor disse, ainda, que não havia visto os dois trabalhadores no local e que puxou o freio de emergência assim que sentiu o baque.

Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionada, mas Souza já estava sem vida. O corpo foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) da cidade.

O acidente aconteceu entre as estações Carlos Prates e Lagoinha, na região Noroeste. A reportagem procurou a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos), responsável pela adminiistração do serviço, para comentar o acidente, mas ainda não teve retorno.

A Polícia Civil informou que a perícia esteve no local e recolheu o corpo da vítima. A corporação abriu um inquérito para apurar as circunstâncias do acidente.

Últimas