Servidores de MG podem ficar sem salário em maio, confirma governo

Segundo a equipe de Romeu Zema, a queda na arrecadação durante a pandemia do novo coronavírus dificulta pagamento integral no próximo mês

Salário de abril será quitado no dia 28

Salário de abril será quitado no dia 28

Gil Leonardi/Imprensa MG

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), declarou que há chances do Estado não conseguir pagar integralmente o salário de todos os servidores no mês de maio.

A informação foi divulgada em uma entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, neste domingo (26), e confirmada ao R7 pela Secretaria de Governo.

Segundo Zema, a dificuldade em honrar o compromisso se deve à queda na arrecadação causada pela paralisação do comércio durante o isolamento para conter o novo coronavírus. A situação agrava a crise financeira do Estado, que já vem parcelando os vencimentos do funcionalismo desde 2016. 

"Para maio, vai ser muito pior. Talvez vamos conseguir pagar meia folha só", disse o governador à Folha.

Procurado pela reportagem, o Governo de Minas destacou que a arrecadação pública deve ficar R$ 2,2 bilhões abaixo do esperado em abril. Os cálculos apontam que o Estado vai perder R$ 7,5 bilhões durante a pandemia e, com isso, deve fechar 2020 com déficit de R$ 20,8 bilhões.

"Com esse cenário, aumentam as dificuldades para realizar o pagamento dos salários em maio", destacou a nota enviada pela Secretaria de Governo.

A equipe econômica de Zema declarou, ainda, que segue adotando uma série de medidas para amenizar o impacto financeiro e garantir as ações de combate à covid-19. Entre elas, está um plano de corte de gastos que deve gerar uma economia de R$ 4,3 bilhões até o fim do ano.

Em abril, apenas os servidores da Segurança e da Saúde receberam o salário integralmente. Os demais receberam uma parcela no dia 15 e devem ganhar a segunda parte nesta terça-feira (28).

Veja a íntegra da nota do Governo de Minas:

"A crise econômica provocada pela Covid-19 agravou a situação fiscal de Minas, que já vinha enfrentando dificuldades e tentando equilibrar as contas públicas.

Apesar disso, com todos os esforços empenhados, o Governo vai conseguir quitar o salário de abril de todos os servidores nesta terça-feira (28/4).  Os funcionários das áreas da Saúde e da Segurança Pública receberam o pagamento integral no dia 9 de abril.

Explicamos que no mês de abril, que reflete a arrecadação de março, Minas deve fechar com uma queda de R$1,17 bilhão. Já para o mês de maio, que reflete a arrecadação de abril, a previsão é de uma queda de R$2,2 bilhões. A expectativa é que as perdas na arrecadação em função da pandemia cheguem a R$ 7,5 bilhões, o Estado fecharia 2020 com um déficit de R$ 20,8 bilhões. Com esse cenário, aumentam as dificuldades para realizar o pagamento dos salários em maio.

Ressaltamos que o Governo instituiu um plano de redução de despesas em R$ 4,3 bilhões, até o fim do ano, para amenizar os impactos financeiros e garantir a atuação do estado no combate ao coronavírus. O corte não atinge as ações na área da Saúde.

O Governo de Minas segue buscando soluções para honrar os compromissos com todo o funcionalismo público e garantir os serviços prestados à população, sobretudo na área da saúde."