Minas Gerais Suspeito de atropelar e matar criança de 5 anos vai a júri popular

Suspeito de atropelar e matar criança de 5 anos vai a júri popular

A menina Kamilly andava com a mãe pela calçada do bairro Alto Vera Cruz, quando foi atropelada; acusado estava embriagado e não tinha carteira

Kamylla Andrade, de 5 anos, morreu logo após o acidente

Kamylla Andrade, de 5 anos, morreu logo após o acidente

Reprodução / Record TV Minas

Um homem de 56 anos, suspeito de atropelar uma criança de 5 e a mãe dela em novembro de 2014, no bairro Alto Vera Cruz, na região Leste de Belo Horizonte, vai a júri popular. A menina morreu logo após o acidente.
 
De acordo com o juiz Marcelo Rodrigues Fioravante, o réu será julgado pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio e direção em via pública sem habilitação. A data do júri popular ainda não foi confirmada pelo Tribunal de Justiça.
 
Relembre o caso
 
Na tarde do dia 16 de novembro de 2014, o acusado passava de carro pela rua Padre Café, no bairro Alto Vera Cruz, quando perdeu o controle do veículo, bateu em um muro, atingiu outro carro e, por fim, atropelou uma mulher e sua filha, que andavam no passeio da rua.

Veja: Mãe quer processar Governo de MG após foto de filha morta viralizar
 
A mulher sofreu uma fratura na perna esquerda. Já a filha, Kamylla Franciele Barroso de Andrade, de 5 anos, morreu antes da chegada do socorro. O condutor, que não era habilitado e estava embriagado, tentou fugir, mas testemunhas do acidente impediram que ele saísse do local antes da chegada dos policiais.
 
Acusação
 
O homem havia recebido o veículo para realizar uma limpeza. No entanto, decidiu dirigir com o carro pelas ruas do bairro, mesmo sem ter experiência. Durante o interrogatório, o homem admitiu não ser habilitado e disse que tomou “duas cervejas” uma hora antes do acidente. Para o Ministério Público, esses fatos deixam claro que o acusado “assumiu o risco de causar mortes”.

*Estagiário do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli

Últimas