Minas Gerais Suspeito de atropelar motociclista e fugir é indiciado por homicídio

Suspeito de atropelar motociclista e fugir é indiciado por homicídio

Segundo a Polícia Civil, o suspeito enxerga apenas de um olho e isso pode ter impedido ele de ver o motociclista; suspeito fugiu sem prestar socorro

  • Minas Gerais | Camila Cambraia, da Record TV Minas

O motorista suspeito de atropelar, matar um motociclista e fugir sem prestar socorro em janeiro deste ano, foi indiciado, na última sexta (13), por homicídio culposo e evasão. O crime aconteceu na região de Venda Nova em Belo Horizonte.

Em depoimento à Polícia Civil, o suspeito, de 34 afirmou estar dirigindo normalmente e que não notou que havia atropelado alguém. A fala não convenceu os investigadores. De acordo com o delegado Rodrigo Fagundes, uma deficiência visual pode ter impedido o motorista de enxergar o motociclista.

— Ele enxerga apenas de um olho. Essa deficiência por si só não impede uma pessoa de tirar carteira de motorista. Mas é preciso verificar se ele atinge os parâmetros necessários para dirigir um carro.

Imagem mostra momento exato do atropelamento

Imagem mostra momento exato do atropelamento

Reprodução / Record TV Minas

De acordo com a Polícia Civil, um processo administrativo foi aberto para verificar o porquê do suspeito somar 40 pontos na carteira de motorista e há a possibilidade dele ter a CNH suspensa. O inquérito sobre o atropelamento será encaminhado à Justiça na próxima semana.

Relembre o caso

No dia 15 de agosto deste ano, o motociclista Eduardo Moraes Gibim, de 43 anos, perdeu o controle e caiu no meio de uma rua na região de Venda Nova. Na sequência, um carro branco entrou na contramão e passou em cima de Gibim, que morreu no local O motorista foi embora sem prestar socorro e, por isso, foi indiciado por homicídio culposo e evasão.

Últimas