Minas Gerais Suspeito de matar mãe e enterrar corpo no quintal de casa é preso

Suspeito de matar mãe e enterrar corpo no quintal de casa é preso

Idosa de 78 anos foi encontrada em uma cova nos fundos de casa em Santana do Paraíso (MG); suspeito foi preso tentando fugir

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7, com Ricardo Vasconcelos e Maria Luiza Reis*, da Record TV Minas

Suspeito foi preso em João Monlevade

Suspeito foi preso em João Monlevade

Divulgação / PRF

Um homem de 48 anos, suspeito de matar a mãe e enterrar o corpo no quintal de casa, foi preso na noite desta sexta-feira (23). O crime ocorreu em Santana do Paraíso, a cerca de 240 km de Belo Horizonte.

De acordo com a Polícia Militar, Maria Auxiliadora da Costa, de 78 anos, teria sido morta pelo filho, Alfredo da Costa Lourenço, de 48 anos, no início da tarde desta sexta (23).

A delegada Talita Martins Soares, da Polícia Civil em Ipatinga, afirmou que o homem confessou ter matado a mãe com dois golpes de facão. O motivo alegado por ele foi uma série de desentendimentos com a idosa. 

— Ele alegou que, há algum tempo, queria se mudar da casa onde morava com a mãe para viver em outra cidade, mas ela não aceitava. Ele disse que as brigas eram constantes.

Com o suspeito foram encontradas anotações com nomes e contato de pessoas que viviam em Juiz de Fora, para onde ele pretendia se mudar, além de cópias de currículo. Ele seria soldados e queria procurar um emprego na cidade da Zona da Mata. 

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar se esse é o real motivo do crime. A apuração também vai verificar se ele possuía algum problema psicológico e se fazia tratamento.  

Vizinhos

A mulher, que conversava todos os dias com os moradores próximos, não teria sido vista durante todo o dia, o que causou estranheza entre os vizinhos.

Moradores de uma casa ao lado teriam flagrado o suspeito cavando um buraco nos fundos da casa. Horas depois, o homem foi visto deixando a casa de bicicleta, carregando uma mala. Estranhando a atitude, os vizinhos acionaram os policiais, que, junto com o Corpo de Bombeiros, abriram a cova e localizaram o corpo da idosa. Ainda não se sabe como ela foi morta.

Fuga

A Polícia Militar repassou o caso ao setor de inteligência da PRF (Polícia Rodoviária Federal), que descobriu que o suspeito havia embarcado em um ônibus com destino a João Monlevade, cidade a 110 km de distância. Agentes do órgão foram até a rodoviária do município e encontraram o suspeito comprando uma passagem para Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira.

O homem foi preso em flagrante e poderá responder por homicídio e ocultação de cadáver. Aos policiais, os vizinhos relataram que o suspeito teria distúrbios mentais e fazia tratamento em um centro de atenção psicossocial em Santana do Paraíso.

*​Estagiária do R7 sob a supervisão de Lucas Pavanelli.

Últimas