Minas Gerais Suspeito de matar mulher em hotel de BH vai a júri nesta segunda (27)

Suspeito de matar mulher em hotel de BH vai a júri nesta segunda (27)

Gleyson dos Santos Costa será julgado por homicídio com agravante de "motivo fútil", cometido em fevereiro do ano passado

Mulher foi encontrada morta em quarto de hotel

Mulher foi encontrada morta em quarto de hotel

Reprodução/RecordTV Minas

Um homem suspeito de matar a ex-namorada em um hotel no centro de Belo Horizonte, em fevereiro do ano passado, será julgado por homicídio nesta segunda-feira (27).  O júri está marcado para as 13h no 1º Tribunal do Juri, localizado na capital mineira.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, Gleyson dos Santos Costa, que está preso, marcou um encontro com a ex-namorada, Ariany Barbosa de Sales, no Hotel Boa Viagem, onde estava hospedado, no dia 6 de fevereiro de 2020. 

Segundo a investigação do MP, o casal teve um relacionamento considerado conturbado e que durou quatro anos. Por volta das 23h30, após uma discussão, o suspeito teria pegado uma faca e dado diversos golpes na mulher. Testemunhas contaram que, no fim da noite, foi possível escutar um barulho que vinha de um quarto e logo depois as agressões começaram. Uma hóspede, que não quis se identificar, disse que a mulher pediu socorro.

Logo após o crime, Gleyson fugiu do local e só foi encontrado dois dias depois, na cidade de Governador Valadares, a cerca de 300 km de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Civil, à época ele assumiu o crime e disse que se preparava para viajar para Teixeira de Freitas, no interior da Bahia.

O MP destaca que o crime foi cometido em um contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher e pede para que a pena seja agravada por "motivo fútil", já que ele teria matado a mulher por não aceitar o fim do relacionamento entre eles. 

Últimas