Minas Gerais Suspeito preso por sequestro relâmpago em BH alega "desespero"

Suspeito preso por sequestro relâmpago em BH alega "desespero"

Preso é suspeito de sequestrar uma mulher em agosto deste ano no bairro Céu Azul, em Belo Horizonte; vítima foi amarrada e abandonada em rodovia

  • Minas Gerais | Shirley Barroso, da Record TV Minas

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu um homem de 25 anos suspeito de sequestrar uma mulher no bairro Céu Azul, em Belo Horizonte, em agosto deste ano. O homem afirmou que teria cometido o crime por “desespero”.
 
O suspeito chegou na delegacia acompanhado do advogado e, por causa do mandado de prisão em aberto, foi detido ao chegar ao local. Ele disse que era motorista de aplicativo, mas que teria sido assaltado e, para pagar o valor do seguro cobrado pela locadora de veículos, decidiu cometer o crime.
 
— Eu fiquei desempregado durante a pandemia e resolvi alugar um carro para trabalhar, mas aí eu fui assaltado em Ribeirão das Neves e os bandidos quebraram todo o veículo. A locadora começou a me cobrar o valor do seguro e, como eu não tinha dinheiro, eu resolvi cometer essa loucura. Era só para eu voltar ao trabalho.

Veja: Ex-procuradora-geral de MG é vítima de sequestro-relâmpago em BH

Preso alegou que cometeu sequestro por "desespero"

Preso alegou que cometeu sequestro por "desespero"

Reprodução / Record TV Minas

O suspeito foi identificado por imagens de câmeras de segurança. De acordo com o delegado Vagner Clark, a Polícia Civil teve dificuldades em prender o suspeito, já que ele não tinha antecedentes criminais. O investigador também destaca a frieza do preso.
 
— Como ele não é da área do crime, a gente teve dificuldade em identificá-lo. Até que nos passaram informações sobre o lugar que ele morava. Ele é uma pessoa fria, calma, parece até que nunca cometeu um crime.
 
A Polícia Civil vai prosseguir com as investigações para apurar se o suspeito já cometeu outros crimes do tipo. Caso seja condenado, o suspeito pode pegar de 6 a 12 anos de prisão.
 
Relembre o caso
 
O crime aconteceu no início de agosto. Após sair de um sacolão, a vítima foi rendida pelo suspeito, que entrou no carro dela armado com uma faca. Após conseguir as senhas do cartão da vítima, a mulher foi amarrada e trancada dentro do porta malas do veículo.

Cerca de duas horas depois, ela foi abandonada na rodovia LMG-806, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte. A vítima foi encontrada por policiais militares que passavam pelo local.
 
 Além do carro, o suspeito levou cerca de R$ 500 reais que sacou com o cartão da vítima, o celular e a aliança da vítima e as compras feitas pela mulher. O veículo foi abandonado no bairro Justinópolis, em Ribeirão das Neves.

Últimas