Minas Gerais Temporal em Betim (MG) deixa mais de 9.200 pessoas desalojadas

Temporal em Betim (MG) deixa mais de 9.200 pessoas desalojadas

Segundo a prefeitura, mais de 36 mil moradores foram afetados pelos temporais; uma pessoa morreu soterrada no município

  • Minas Gerais | Giovana Maldini*, do R7

Mais de 36 mil pessoas foram atingidas pela chuva

Mais de 36 mil pessoas foram atingidas pela chuva

Reprodução

Mais de 36 mil moradores de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, foram atingidos pelas chuvas na cidade, segundo a prefeitura do município.

Até esta terça-feira (11), por causa dos temporais, 9.251 pessoas ficaram desalojadas, ou seja, deixaram suas casas e foram para imóveis de parentes ou amigos, e mais de 300 ficaram desabrigadas, ou seja, precisaram ser levadas para abrigo público. Sete locais foram disponibilizados para acolher esses moradores.

Betim ainda registrou 837 chamados relacionados às chuvas até a tarde desta segunda-feira (10). A prefeitura afirmou que segue monitorando, vistoriando e realizando as ações necessárias nos pontos mais críticos da cidade.

No sábado (8), um homem de 38 anos veio a óbito após soterramento no bairro Citrolândia.

Doações

A Prefeitura de Betim está fazendo uma campanha para auxiliar as famílias afetadas pelas chuvas na cidade.

Segundo a administração municipal, os itens mais necessários são materiais de higiene pessoal e limpeza, colchonetes, cobertores e copos descartáveis. Também podem ser doados alimentos não perecíveis, utensílios domésticos, roupas e calçados em condições de uso.

Confira os endereços dos pontos de doação abaixo:

• Gerências regionais:

Administração Regional Alterosas - rua Marquês de Pombal, 205, Jardim Alterosas;
Administração Regional Centro - rua Belo Horizonte, 72, Centro;
Administração Regional Citrolândia - avenida Dr. José Mariano, 843, Citrolândia;
Administração Regional Icaivera - avenida Sycaba, 1.508, Icaivera;
Administração Regional Imbiruçu - avenida São Caetano, 230, Imbiruçu;
Administração Regional Norte - rua do Rosário, 1.940, Angola;
Administração Regional Petrovale - rua Bulgária, 126, Petrovale;
Administração Regional PTB - rua Aurora Maria da Conceição, 41, PTB;
Administração Regional Teresópolis - rua Dulce Brandão, 52, Jardim Teresópolis; e
Administração Regional Vianópolis - rua Conceição da Silva Lima, 35, Vianópolis.

​- Prefeitura de Betim (rua Pará de Minas, 640, Brasileia);
​- Partage Shopping (rodovia Fernão Dias, 601, km 492);
- CDL Betim (rua Vicência Maria de Jesus, 375, Jardim da Cidade);
- Monte Carmo Shopping (av. Juiz Marco Túlio Isaac, 1.119, Ingá Alto); e
- OAB Betim (rua Clotildes Borges, 340, Jardim da Cidade).

Raposos

Em Raposos, também na região metropolitana de Belo Horizonte, quase 66% dos moradores precisaram deixar suas casas devido a inundações provocadas pelos temporais dos últimos dias. De acordo com levantamento da prefeitura, a cidade de 16.501 habitantes tem aproximadamente 2.000 pessoas desabrigadas e outras 9.000 desalojadas.

Entre os que tiveram a casa invadida está o prefeito Sérgio Soares. “Eu sei o que minha comunidade está passando e precisando. Eu sinto na pele”, disse o político. O rio das Velhas subiu 9 metros, segundo a Defesa Civil. Não houve registros de feridos nem de mortos.

Chuva em Minas

O número de mortes em decorrência das chuvas em Minas Gerais aumentou de 9 para 19 em 24 horas, segundo dados da Defesa Civil divulgados nesta terça-feira (11).

O número de desabrigados chegou a 3.481; o de desalojados, a 13.756.

Os dez novos óbitos foram registrados nas cidades de Dores do Guanhães (1 óbito), São Gonçalo do Rio Abaixo (1), Ervália (1), Caratinga (2) e Brumadinho (5).

Ainda segundo o órgão, as mortes no acidente de Capitólio não serão computadas no balanço do período chuvoso até o encerramento das investigações.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Ana Gomes

Últimas