Minas Gerais Terminal de ônibus inaugurado há 10 dias na Grande BH é fechado 

Terminal de ônibus inaugurado há 10 dias na Grande BH é fechado 

Devido ao alto número de reclamações de usuários que passavam pela estação Petrolândia, em Contagem, o terminal foi fechado para melhorias

  • Minas Gerais | Regiane Moreira, da Record TV Minas, com Caio Silva*, do R7

Estação Petrolândia foi inaugurada há 10 dias

Estação Petrolândia foi inaugurada há 10 dias

Reprodução/Record TV Minas

Após entrar em funcionamento por apenas 10 dias, o terminal rodoviário Petrolândia, em Contagem, na região metropolitana de Bel0o Horizonte, foi fechado nesta quarta-feira (9), por tempo indeterminado. 

Segundo a Transcon, orgão que administra o transporte público do município, a estação deverá voltar a funcionar somente no início de 2021. De acordo com o órgão, durante o período que permanecerá inativo, estão previstos a realização de novos serviços e ajustes.

A Prefeitura de Contagem investiu cerca de R$ 8,5 milhões do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) na construção do terminal Petrolândia. A estação foi inaugurada na última semana e operou durante apenas 10 dias. Mesmo assim, o prazo foi suficiente para surgirem várias reclamações de usuários, o que teria motivado a suspensão das atividades no local.

Dificuldades

Uma das reclamações é de de Gustavo Rodrigues. O aposentado conta que mora no bairro vizinho a estação e que teve muita dificuldade para chegar em casa, depois que embarcou em um ônibus na estação Petrolândia.

— Os ficais me ensinaram a pegar um ônibus que disseram que vinha para o terminal. Como eu não sabia, eu entrei, mas ele foi para outro lugar.

De acordo com o presidente da Transcon, ele afirma que o serviço foi paralisado devido ao alto número de reclamações dos usuários.

— Nós sabíamos que era necessário um ajuste, mas o nível de descontentamento de parte da população foi muito além do que a gente tinha previsto. A gente entendeu que deveria ser paralisado o processo para que possamos identificar as razões das reclamações.

Já para Francisco Maciel, presidente da Associação dos Usuários do Transporte Coletivo de BH e Região, ele diz que houve falhas na implantação, mas que não havia a necessidade de fechar o terminal.

— Porque não colocaram mais ônibus para suprir essa emergência de demanda e ir ajustando devagar? Lamentavelmente, nós queremos que ele (projeto) se conclua para que nós tenhamos essa demanda tão importante para o cidadão.

Integração

O presidente da Transcon, Leonardo Reis, explica que a ideia é colocar em funcionamento, simultaneamente, três terminais do SIM (Sistema integrado de mobilidade) que está sendo implantado em Contagem desde 2017.

— A integração permite o deslocamento pagando apenas uma tarifa. Ela (Integração) irá ajudar com que as pessas se locomovam e também diminuir o tempo de viagem.

Linhas desativadas 

As seis linhas que foram desativadas durante o funcionamento da estação, já voltaram a rodar novamente. São elas: 301 A, 305 A, 305 B, 305 D, 307 A e 307 B. 

A volta das linhas foi um alívio para alguns usuários, como é o caso de Ivanilde Melo. O ônibus que passa na esquina da casa da cadeirante tinha parado de rodar e, durante o funcionamento da estação, ela precisava atravessar a avenida para pegar outro coletivo.

— Para poder pegar o coletivo eu tinha que atravessar a Via Expressa. Eles (ônibus) não passam no horário, passam muito cheios, então isso dificultou a minha vida e a dos moradores. 

Menos reclamações 

De acordo com Reis, quando o serviço voltar a funcionar, a prefeitura deve criar outros canais de comunicação para aproximar o transporte coletivo dos usuários. 

— A gente vai ter canais de comuninação diretamente com as pessoas em todos os modais, seja transporte público, a pé, ciclistas, motoristas, para que a gente consiga interagir com a sociedade e entender melhor as necessidades e as dúvidas de onde está o problema.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Lucas Pavanelli 

Últimas