Minas Gerais Uberlândia (MG) deve ter mais chuva após dia com alagamentos

Uberlândia (MG) deve ter mais chuva após dia com alagamentos

Temporal na cidade, nesta terça-feira (8), inundou ruas, arrastou carros e deixou moradores ilhados; vídeos mostram o volume da água

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Uberlândia, a 537 km de Belo Horizonte, deve registrar mais chuvas entre o fim desta tarde o início da noite desta quarta-feira (9). Na tarde passada, um temporal caiu sobre a cidade, provocando alagamentos, arrastando carros e deixando moradores ilhados.

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a previsão é que a chuva desta quarta-feira seja de nível moderado, um pouco mais brando que o registrado ontem.

Morador se segurou em árvore para não ser arrastado

Morador se segurou em árvore para não ser arrastado

Reprodução / Record TV Minas

Claudemir de Azevedo, meteorologista, explica que o temporal registrado nesta terça-feira era esperado. O especialista explica que estes fenônemos são comuns em Minas Gerais nesta época do ano.

— Estas pancadas de chuva significativas são provocadas pela atuação de áreas de instabilidade, que são formadas pela combinação do calor e alta umidade do ar.

Segundo Azevedo, a temperatura máxima na cidade deve chegar a 27º nesta quarta e a chuva deve permanecer sobre a região nos próximos dias.

Temporal

Durante o temporal desta terça-feira, em uma hora choveu 30% do esperado para todo o mês de dezembro. Vídeos mostram diversos motoristas tentando deixar seus carros enquanto a água tomou conta das ruas. Uma das vias alagadas foi a avenida Rondon Pacheco, uma das principais da cidade. Segundo moradores, a pista é palco frequente de alagamentos.

Os vídeos também mostram os moradores tentando ajudar as pessoas que estavam ilhadas em meio à inundação. Em uma das gravações, um homem se agarra a uma árvore para não ser levado pela água. Outro tenta atravessar a enxurrada e é alertado. “Largue o carro. Você vai morrer”, gritou uma voz ao fundo da filmagem.

A água invadiu uma academia e inundou a piscina coberta da hidroginástica. Do lado de fora do clube, a outra piscina onde acontecem as aulas de natação foi invadida pela água suja e barrenta da rua. Cadeiras e mesas quase ficaram submersas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, foram registrados quase 40 chamados relacionados à tempestade. Quinze pessoas precisaram ser resgatadas pelos agentes e nenhuma delas ficou ferida.

Últimas