Minas Gerais Vídeo: PM imobiliza mulher com filho no colo em Itabira (MG)

Vídeo: PM imobiliza mulher com filho no colo em Itabira (MG)

Policial imobiliza mulher no chão mesmo com ela abraçada a uma criança de colo; arma e munição foram achados com casal

Mulher foi imobilizada com filho no colo

Mulher foi imobilizada com filho no colo

Reprodução / Redes sociais

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma mulher com uma criança no colo imobilizada por policiais militares durante uma abordagem. O registro foi feito na noite desta sexta-feira (5), em Itabira, a 110 km de Belo Horizonte. 

Segundo consta no boletim de ocorrência, Ketinara Vitoria da Silva Alexandre, de 18 anos, estava com Paulo Ricardo de Almeida Ferreira, de 25, e outras duas crianças em um carro, quando o veículo foi abordado pela polícia. Paulo teria sido flagrado com uma arma de fogo e munição e não resistiu à abordagem dos policiais. Já Ketinara, teria fugido do veículo com outras duas crianças, segurando uma delas no colo.

Os militares alegam que, durante a fuga, dois policiais abordaram a mulher e pediram, diversas vezes, para ela abrir a bolsa. Porém, Ketinara teria resistido.

Neste momento, as imagens mostram quando um policial decide imobilizar a mulher no chão, que continua segurando uma das crianças. O vídeo também mostra outro filho de Ketinara pulando e gritando, tentando libertar a mãe. Dentro da bolsa dela, foi encontrada uma arma, calibre 32.

O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar as crianças e Ketianara foi levada para o Hospital Municipal de Itabira onde recebeu atendimento devido a escoriações no joelho, na testa e braço. As crianças também foram levadas para o hospital, apesar de não terem ficado feridas e, depois, foram deixadas com familiares. 

Paulo Ricardo confessou que era o dono da arma que Ketinara tinha na bolsa e afirmou que ela é esposa dele. O casal foi preso, encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Itabira e prestaram depoimento, junto ao advogado, neste sábado (6).

Outro lado

Em nota, a Polícia Militar informou que a conduta dos militares durante a abordagem será apurada em procedimentos administrativos. A PM afirmou que apreendeu, com o homem, quatro munições calibre .32 e que a mulher se agarrou à criança para impedir a apreensão da arma de fogo que estava consigo.

"A mulher se agarrou a uma criança, usando-a como escudo humano e se recusando a largá-la", afirmou a corporação.

Além da arma de fogo e das munições, uma touca ninja também foi apreendida com o casal, de acordo com os militares.

Últimas