Notícias Mourão descarta novo golpe militar no Brasil: 'Assunto que não cabe'

Mourão descarta novo golpe militar no Brasil: 'Assunto que não cabe'

Vice-presidente da república foi o convidado de estreia do 'JR Entrevista', novo produto multiplataforma, que vai receber personalidades dos três poderes

  • Notícias | Do R7

Mourão ainda falou sobre Weintraub e Centrão

Mourão ainda falou sobre Weintraub e Centrão

Divulgação/Record TV

O vice-presidente da república, general Hamilton Mourão, voltou a descartar o risco de ruptura democrática no governo de Jair Bolsonaro. Segundo ele, as bases democráticas do Brasil são sólidas. A afirmação foi feita durante o JR Entrevista, novo produto multiplataforma com a marca do Jornal da Record.

“Vejo as pessoas falando de instabilidade. Vejo mais instabilidade emocional. Para ter golpe, precisa de Força Armadas. Eu não vejo o Presidente querendo isso. É um assunto que não cabe em pleno século 21”, disse o general.

Assista à integra do JR Entrevista:

Questionados pelos jornalistas Guilherme Portanova e Thiago Nolasco, o Mourão também avaliou a saída do Ministro da Educação, Abraham Weintraub, exonerado da função no último sábado. “Na verdade, o ministro estava bastante desgastado na opinião pública, perante o Legislativo e o Judiciário. O presidente já tinha noção que ia ter que mudar o ministro”, explicou o vice.

O político comentou ainda sobre um sucessor para o cargo. “Agora tem que encontrar um nome para que acabe com essa imagem de que governo não liga para educação. É o principal pilar da base de um governo.”

Mourão ainda foi questionado sobre a aproximação do Palácio do Planalto com o grupo político no Congresso chamado de Centrão. “Eu acho que governo entendeu que precisa ter apoio. É muito claro isso. No começo, o nosso presidente tentou manter por bancadas temáticas e não deu certo. Cada um tem seu interesse”, justificou.

No JR Entrevista, apresentadores e repórteres da Record TV vão se revezar, de segunda a sexta-feira, na conversa com personalidades de destaque nos poderes executivo, legislativo e judiciário.

O programa será gravado nos estúdios da Record Brasília e terá aproximadamente uma hora de duração. Os principais trechos das entrevistas irão ao ar nas edições do Jornal da Record. A versão integral será exibida a partir de 22h, simultaneamente na Record News, no Portal R7, no PlayPlus e no canal do Jornal da Record no YouTube.

Últimas