Movimentação nas ruas persiste no Grande Recife

Reportagem percorreu corredores viários da Zona Norte e da cidade vizinha. Em Camaragibe, sete estabelecimentos comerciais foram autuados.

Reportagem percorreu corredores viários da Zona Norte e da cidade vizinha. Em Camaragibe, sete estabelecimentos comerciais foram autuados.

Reportagem percorreu corredores viários da Zona Norte e da cidade vizinha. Em Camaragibe, sete estabelecimentos comerciais foram autuados.

Folha de Pernambuco

Embora menor que em outros dias, a movimentação nas ruas está longe do que se esperava no período de quarentena. E não precisa se afastar muito do Centro da Capital pernambucana. Nesta quinta-feira (28), quando o Estado registrou 794 casos e 98 mortes causadas pela Covid-19, a Folha de Pernambuco percorreu bairros da Zona Norte do Recife e Olinda e constatou o movimento em alguns corredores viários.

Na avenida Luís Correia de Brito, que liga o bairro de Campo Grande a Sítio Novo, no município vizinho, pessoas caminhavam entre as casas, algumas delas sem máscara. Também não deixou de haver bom exemplo. No entorno da feira de Peixinhos, o vazio tomava conta. Por ali, as poucas pessoas que circulavam cobriam os rostos, sem se juntar em aglomerações. Na Zona Norte do Recife, porém, havia pessoas reunidas conversando na praça do lado de fora do Mercado de Casa Amarela. Muitas sem a proteção facial.

Camaragibe
Em Camaragibe, onde foram registradas aglomerações na edição da última quarta-feira, uma ação de fiscalização autuou sete estabelecimentos comerciais no bairro de Santa Mônica. Segundo a prefeitura, dos sete pontos notificados, eram cinco lojas e dois bares. Todos eles tiveram que fechar. No bloqueio montado no bairro, a Operação Choque de Ordem abordou motoristas e pedestres. Três condutores foram orientados a voltar para casa.

Além disso, ao longo do dia, servidores distribuíram 2 mil máscaras para a população. Os moradores também receberam 300 kits com itens de higiene pessoal, incluindo sabonete, creme dental, sabão em pó e amaciante de roupas. De acordo com a prefeitura, a equipe de saúde atendeu 200 pessoas para aferição da pressão e medição de glicose e da temperatura corporal.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

+ Coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo  + Coronavírus na Política + Coronavírus na Economia + Coronavírus em Diversão&Arte + Coronavírus no Esporte