Aceleramos a nova Ranger Storm que chega por R$ 150,9 mil

Versão despojada aposta em itens de acabamento na cor preta e mantém o forte motor 3.2 turbodiesel de 200cv com câmbio automático

Ranger Storm é nova opção no portfólio da marca e traz visual específico com motor 3.2 turbodiesel

Ranger Storm é nova opção no portfólio da marca e traz visual específico com motor 3.2 turbodiesel

Marcos Camargo Jr

Mostrada como conceito em 2018, a Ford Ranger Storm finalmente chega ao mercado brasileiro. Mesmo em um momento de fortes impactos negativos em decorrência do coronavírus (COVID-19) com lojas e concessionárias fechadas a Ford apresentou sua novidade em uma transmissão online e não em um evento, como é de costume. Com visual jovial ela ganha acessórios esportivos e mantém o motor 3.2 Duratorq turbodiesel de 200cv e 47,9kgfm de torque e tração 4x4. Com foco em compradores jovens LX a Ford diversifica o mix para se distanciar da Chevrolet S10 que em breve terá um facelift e da Volkswagen Amarok enquanto a Toyota Hilux segue em uma confortável liderança. 

Adesivos da versão Storm, estribos do tipo plataforma e santantônio além das lanternas escuras

Adesivos da versão Storm, estribos do tipo plataforma e santantônio além das lanternas escuras

Marcos Camargo


O estilo aventureiro é reforçado pela escolha de elementos únicos desta versão Ela ganha adesivos em preto fosco alusivos à versão Storm, estribos, santantônio de aço tubular, alargadores de para-lamas, grade na cor preta mas essencialmente é mais simples do que as versões topo de linha como a Limited. Na traseira, lanternas da versão Wildtrak completam o pacote visual.

Bancos em tecido e perfil interno despojado da Storm que custa R$ 150,9 mil

Bancos em tecido e perfil interno despojado da Storm que custa R$ 150,9 mil

Marcos Camargo


Por dentro, a escolha da Ford foi por bancos em tecido e não de couro. "Os clientes mais jovens não procuram itens de requinte e não estão dispostos a pagar mais por isso então tornamos o modelo mais acessível" disse Fabrizzia Borsari, gerente de Marketing da Ranger. A nova versão tem multimdía Sync com tela de 8 polegadas, ar condicionado digital, sensor de estacionamento traseiro com câmera de ré, farol de neblina, piloto automático e conjunto de sete airbags.
Há acessórios como o snorkel em polietileno que serão oferecidos para os primeiros 60 clientes. Depois terão custo cobrado separadamente: R$ 5.560 pelo kit.

Ford Divulgação


Na apresentação a Ford também destacou a escolha do pneu Pirelli Scorpion All terrain Plus. Desenvolvido exclusivamente para a Ranger a partir de 90 parâmetros de engenharia para atuar com o ajuste de suspensão da pickup, completa o visual com rodas de seis aros para maior ventilação.


Testamos a novidade

Marcos Camargo Jr


O R7-Autos Carros teve a chance de experimentar a Ford Ranger entregue com todos os cuidados de higienização por um período de três dias. Dirigimos a novidade por 200km explorando poucos percursos urbanos e boa parte em um local deserto, no interior de São Paulo, com pistas de terra um trecho com pequenas trilhas.

Ranger Storm com visual que traz acabamento na cor preta

Ranger Storm com visual que traz acabamento na cor preta

Ford Divulgação

O motor Duratorq 3.2 diesel de 200cv é o mesmo, sem ajuste específico na Storm. Trabalha com câmbio automático de seis marchas, controle de tração no console e a boa habilidade off road. No 4X4 os 47,9kgfm de torque dão conta do recado. Em terreno enlameado a Ranger continua com a boa habilidade de enfrentar o fora de estrada, agora em pacote mais econômico. 

Silenciosa na estrada, forte em pistas de terra com bom torque de 47,9kgfm

Silenciosa na estrada, forte em pistas de terra com bom torque de 47,9kgfm

Marcos Camargo Jr

Na estrada, se mostra silenciosa e forte com torque disponível a partir das 1.750rpm onde ela acelera sem parecer ter 2.163kg. O motor evolui bem com o câmbio automático e mesmo em altas velocidades há firmeza na direção. Esse ajuste voltado ao conforto é fruto das mudanças apresentadas na linha 2020.
Apesar do desempenho, o consumo não foi dos melhores. Ela marcou 8,4km por litro na cidade e 10km/litro na estrada.

bancos traseiros da Ranger Storm: não há saída de ar condicionado traseiro mas espaço é bom

bancos traseiros da Ranger Storm: não há saída de ar condicionado traseiro mas espaço é bom

Ford Diulgação

Baseada na XLS, a Ranger Storm ocupa posição intermediária no portfólio da pick-up e chega por R$ 150,9 mil, levemente acima dos R$ 147,5 mil cobrado pelo modelo sem os acessórios da versão. Acima da Storm estão versões mais equipadas como a XLT de R$ 176,4 mil e que incorpora bancos em couro, sensor de chuva entre outros equipamentos e a Limited de R$ 188,9 mil.

Concorrentes na mesma faixa

Ranger Storm é versão intermediária mirando concorrentes na mesma faixa de preço

Ranger Storm é versão intermediária mirando concorrentes na mesma faixa de preço

Ford Divulgação

Explorando versões de apelo mais jovial como a Nissan Frontier Attack e S10 Midnight a Ranger quer diversificar o portfólio em busca de posições mais confortáveis nesse disputado segmento. "Temos segurança que vamos aumentar nossa participação, mas claro que vamos esperar passar essa fase de coronavírus pois as vendas estão muito reduzidos no momento" avaliou Rogelio Golfarb, vice-presidente da Ford.

A Ranger Storm estrará à venda na rede de concessionários Ford de todo o país com 5 anos de garantia sem limite de quilometragem. As três primeiras revisões tem preço fixo de R$ 2.747. 

Nosso canal preparou um vídeo exclusivo sobre a nova Ranger Storm: confira