Autos Carros [Avaliação] Argo Drive 1.0 2021 muda sem mudar

[Avaliação] Argo Drive 1.0 2021 muda sem mudar

Hatch vem equipado com direção elétrica e ar-condicionado com preço que parte de R$ 53.990; R7 andou com a versão básica do compacto

O Fiat Argo vem subindo no número de vendas em 2020: no acumulado de janeiro até dezembro o hatch da emplacou 59.435 unidades

O Fiat Argo vem subindo no número de vendas em 2020: no acumulado de janeiro até dezembro o hatch da emplacou 59.435 unidades

Guilherme Magna

O Fiat Argo vem subindo no número de vendas em 2020: no acumulado de janeiro até dezembro o hatch da emplacou 59.435 unidades, o que deixa o modelo na quinta posição entre os mais vendidos. O R7 Autos Carros avaliou a versão mais básica da gama a 1.0, que vem equipada somente com direção elétrica e ar-condicionado.

O Argo recebeu poucas mudanças na verdade; traz o novo logo da marca e a flag da bandeira italiana na grade dianteira

O Argo recebeu poucas mudanças na verdade; traz o novo logo da marca e a flag da bandeira italiana na grade dianteira

Guilherme Magna

O Argo recebeu poucas mudanças na verdade; traz o novo logo da marca e a flag da bandeira italiana na grade dianteira e na coifa do câmbio. Na parte traseira o novo logo da marca aparece na tampa do porta-malas. De resto o carro vem equipado com retrovisores e maçanetas de plástico a cor preta e rodas de ferro com calotas aro 16.

Sob o capô a Fiat equipou esta versão com o já conhecido motor Firefly 1.0 de três cilindros com 77cv

Sob o capô a Fiat equipou esta versão com o já conhecido motor Firefly 1.0 de três cilindros com 77cv

Guilherme Magna

Na parte interna a simplicidade chama atenção, porém impressiona pela boa qualidade dos materiais para a categoria. O carro vem “pelado”, há apenas uma pré-disposição para a instalação de rádio e os bancos são revestidos com tecido. Porém o acabamento do painel é feito em plástico de alta qualidade, com curvas que deixam o visual do carro mais aconchegante. O cluster mescla elementos analógicos e digitais que facilitam o entendimento das informações do carro.

Sob o capô a Fiat equipou esta versão com o já conhecido motor Firefly 1.0 de três cilindros com 77cv quando abastecido com etanol. O câmbio é manual de cinco velocidades.

Na prática o Argo 1.0 é uma boa escolha para quem deseja rodar na cidade

Na prática o Argo 1.0 é uma boa escolha para quem deseja rodar na cidade

Guilherme Magna

Dia a dia

Na prática o Argo 1.0 é uma boa escolha para quem deseja rodar na cidade, porém o hatch não deixa a desejar na estrada, apesar de ter um pouco menos de 10kgfm de torque, o carro é forte para arrancadas e ultrapassagens dentro dos seus limites. Em nossas medições, registramos dentro da cidade um consumo de 10km/l, já na estrada o consumo subiu para 12,3km/l com etanol. A vantagem do Argo está na sua leveza e no motor três cilindros que rende bem oferecendo espaço generoso em relação ao Uno e Mobi com o mesmo motor.

Um ponto que poderia melhorar no carro é o quesito isolamento acústico.

Um ponto que poderia melhorar no carro é o quesito isolamento acústico.

Guilherme Magna

Um ponto que poderia melhorar no carro é o quesito isolamento acústico. Na estrada ou na cidade, quando o carro atinge altas rotações, o barulho dentro da cabine é alto.

Com preço, na teoria, que parte de R$ 53.990 o Argo é mais caro que o HB20,

Com preço, na teoria, que parte de R$ 53.990 o Argo é mais caro que o HB20,

Guilherme Magna

Com preço, na teoria, que parte de R$ 53.990 o Argo é mais caro que o HB20, seu concorrente direto, porém o modelo da marca italiana apresenta honestidade, tanto na motorização, quanto no seu acabamento. Com isso, o Argo 1.0 se torna uma boa opção para quem deseja rodar muito e gastar pouco com combustível ou manutenção.

*Por Guilherme Magna

Últimas