Autos Carros [Avaliação] Stepway 1.6 CVT é equipado mas com preço salgado

[Avaliação] Stepway 1.6 CVT é equipado mas com preço salgado

Modelo vem bem equipado na versão Icon com motor 1.6 e câmbio automático CVT

O Sandero tem uma longa história com o consumidor brasileiro quando desembarcou no país em dezembro de 2007, tornando-se ainda o primeiro modelo da Renault a estrear fora da Europa. Com mudanças importantes apresentadas ano passado, o Stepway foi o modelo que mais se diferenciou do restante da linha. O apelo aventureiro foi além das molduras nos para-lamas uma vez que o hatch ficou mais equipado com uma proposta de SUV abaixo da dupla Duster e Captur.

Guilherme Magna

O R7-Autos Carros avaliou o Stepway, modelo compacto com porte de SUV, ao longo de uma semana testando suas funcionalidades e o conjunto mecânico 1.6 associado ao câmbio continuamente variável.

Por fora, o Stepway ficou ainda mais imponente em relação a sua versão anterior. Agora mais alto (185 mm, 45 mm a mais que o Sandero com câmbio manual) e com visual mais bruto, o carro chama atenção por onde passa. Os faróis em LED, dão um visual mais moderno para o carro, os novos para-choques dianteiro com apliques em cromado nos faróis de neblina e skis (dianteiros e traseiros) na cor prata reforçam ainda mais o visual SUV. As lanternas invadindo a tampa do porta-malas tem visual escurecido e parecem maiores quando contrastam com a cor chamativa. O Stepway traz novas rodas de 16” bíton diamantadas, na cor cinza Erbe.

Guilherme Magna

Por dentro, o Stepway é equipado com Media Evolution, a nova central multimídia com tecnologia Android Auto e Apple Carplay. A central ainda traz as funções Bluetooth, câmera de ré (em algumas versões), Eco Scoring e Eco Coaching, que ajudam o motorista a economizar combustível auxiliando na maneira de dirigir, acessadas diretamente no carro. Infelizmente traz só uma saída USB localizada na parte superior da tela. Assim, o cabo pendurado pode confundir o motorista e atrapalhar a visualização da tela.

Sob o capô encontramos o motor 1.6 SCe de 118cv, que atualmente equipa os modelos Duster e Captur. Assim como em seus irmãos maiores o Stepway vem equipado com câmbio automático CVT com uma destacada e grande alavanca.

Guilherme Magna

Itens de série

De série o Stepway Icon, versão que testamos, traz controle eletrônico de estabilidade (ESC), assistente de partida em rampas (HSA), piloto automático (controlador e limitador de velocidade), bancos de couro, sensor de chuva, sensor de luminosidade e rodas de liga leve 16 polegadas bíton diamantadas.

Como anda

Ao entrarmos no novo Stepway o ponto que nos chama a atenção é a posição para guiar. A Renault conseguiu transformar a experiência de guiar um SUV em um modelo compacto com suspensão elevada. Mesmo com seu visual e acabamento ainda rústicos, o Sandero se mostra versátil e o conjunto não ficou exagerado.

Guilherme Magna

Inicialmente rodando na cidade, é possível notar o bom trabalho da suspensão. A absorção de impacto com solo é algo que agrada os ocupantes do carro e apesar da altura as valetas e lombadas não incomodam, algo incomum em um carro compacto. Continua como ponto de destaque a cabine espaçosa e os bancos largos mas não se engane: não há refinamento nem mesmo nos bancos em couro que combinam dois tons e ampliam a sensação de espaço. Na estrada o carro desenvolve bem de maneira confortável mas não é feito para exageros. Ainda assim, nas curvas o controle de estabilidade e tração fazem a diferença corrigindo a trajetória do carro, itens que o Sandero 1.0 por exemplo, não tem.

Um ponto de melhoria para o carro seria a relação entre motor e câmbio. As saídas são espertas em baixa rotação mas em alguns momentos existe a sensação de que o CVT demora a responder e que é mais rápido do que o motor. Rodamos por cerca de 400km com o carro e registramos uma média de 6,8km/l, sempre abastecidos com etanol e usando ar condicionado em todas as viagens, em parte com cinco ocupantes no veículo. É uma média razoável e que não repete a eficiência do modelo 1.0 que faz cerca de 9,0km/litro com o combustível vegetal.

Guilherme Magna

O Stepway está disponível a partir de R$ 61.990, podendo custar até R$ 73.090 na versão topo de linha Iconic. Assim, apesar de bem equipado o hatch custa caro e deve alguns equipamentos que carros da mesma categoria já trazem. Como um dos poucos aventureiros compactos restantes, o Stepway concorre diretamente com o Hyundai HB20 X, com motor 1.6 aspirado, cujo preço começa em R$ 62.990 e chega a R$ 77.990 (Diamond Plus), portanto ainda mais cara que o Renault. Considere ainda que as concessionárias costumam oferecer descontos de até R$ 5.000 sobre o preço sugerido na rede Renault.

Guilherme Magna

Ainda assim com o preço do Stepway a Renault já atinge o valor das versões de entrada da Duster e do Captur. No momento de troca de modelos, o Duster é encontrado em versões equivalentes ao Sandero testado por R$ 69.990. Mas em todo o caso, o Stepway é um carro bem equipado, dispõe de câmbio automático e tem diversos itens de série, além de um visual recém modificado o que o torna um bom concorrente em um mercado hoje tão competitivo.

*Com a colaboração de Guilherme Magna

Últimas