Autos Carros [Avaliação] Toyota Yaris XLS: um sedã de bom custo benefício 

[Avaliação] Toyota Yaris XLS: um sedã de bom custo benefício 

Próximo a ganhar mudanças no visual, andamos na versão XLS do sedã compacto

  • Autos Carros | Do R7

Marcos Camargo

A Toyota prepara algumas mudanças pontuais para o Yaris, que deve desembarcar por aqui no próximo ano. Atualmente o modelo é comercializado com variantes hatch e sedã com preços a partir de R$ 68.490. A versão testada é a topo de linha XLS Connect com motor 1.5 e câmbio CVT por R$ 85,9 mil.

Sedã tem tamanho adequado para o segmento: 4,42m de comprimento, 1,73m de largura e 2,55m de entre-eixos, nivelado aos concorrentes

Sedã tem tamanho adequado para o segmento: 4,42m de comprimento, 1,73m de largura e 2,55m de entre-eixos, nivelado aos concorrentes

Marcos Camargo

O R7 Autos Carros andou na Versão XLS, topo de linha da variante sedã. O visual já é conhecido no mercado nacional. O modelo desembarcou por aqui no início de julho de 2018 e não recebeu mudanças visuais até então.

Digite a legenda da foto aqui

Digite a legenda da foto aqui

Marcos Camargo

Na versão XLS o carro vem de série com roda de liga leve 15″ com acabamento na cor prata, acabamento interno das portas em tecido, abertura elétrica do porta-malas, abertura interna do tanque de combustível, acelerador eletrônico, ajuste de altura do banco do motorista, coluna de direção com regulagem de altura, direção eletro-assistida progressiva (EPS), espelho retrovisor Interno com antiofuscamento eletrocrômico, faróis com acendimento automático, ajuste de altura elétrico e função siga-me, vidros elétricos dianteiros e traseiros com função Auto Up-Down (Com Anti-Esmagamento), chave presencial (Smart Entry), ar-condicionado automático digital, start/stop, luz Diurna de condução (DRL), Maçanetas Externas Cromadas, Maçanetas Internas Cromadas, Teto Solar Elétrico com Função Anti-Esmagamento, Faróis Halógenos Projetores com Máscara Negra e Linha Guia em LED, Lanterna Traseira em LED, Limpadores de Para-Brisa com Sensor de Chuva, Air air lateral (Dois): motorista e passageiro dianteiro, Air Bag de cortina (Dois Sistemas com Duas Bolsas Cada), air bag de joelho para o motorista.

Marcos Camargo

Na versão XLS, o Toyota Yaris é equipado com motor 1.5 Flexfuel, Dual VVT-i DOHC de 105/110 cavalos de potência, respectivamente com gasolina e etanol, sempre a 5.600 giros. O torque máximo é de 14,3/14,9 kgfm, a 4.000 rpm, junto a uma transmissão automática Multidrive CVT, que simula sete velocidades.

Bom custo benefício mas falta tecnologia

O Yaris se mostra um bom sedã de origem asiática e o que atrai muitos compradores para o modelo é seu baixo custo de manutenção e boa liquidez no mercado de usados. A boa fama da marca faz dele um carro sem surpresas para mantê-lo o que é um ponto positivo.

Marcos Camargo

No segmento dos sedãs compactos a tecnologia embarcada é um dos pontos principais, porém é algo que deixa a desejar no Toyota Yaris. Só a partir de novembro de 2019 ele passou a contar com espelhamento de celular Android Auto e Apple CarPlay e mesmo com a atualização ela poderia ter uma interface mais moderna, escura, e sem botões físicos, além de mais uma entrada USB melhorando sua conectividade. Em concorrentes como o Virtus e HB20S a multimídia traz, inclusive, controles do carro e o computador de bordo. Esse equipamento está presente no Yaris dentro do cluster com bom detalhamento de consumo, médias e até custo por quilômetro rodado.

Outro item que poderia ser melhor é o acabamento especialmente o das portas que apesar do revestimento em couro é oco na parte superior. O mesmo vale para os bancos que tem bom apoio lombar mas nas laterais trazem um carpete parcial para ocultar o trilho, o que é uma solução paliativa presente desde o lançamento do carro. Ponto positivo para o teto solar, algo que seus concorrentes não trazem bem como o conjunto completo de air bags.

Dia a dia

O Yaris tem a seu favor a confiabilidade da marca Toyota, o motor “que nunca quebra” e um bom pós-venda. Sem mudanças a motorização 1.5 de até 110cv é mais que suficiente para dar um bom desempenho ao sedã-compacto e tem a boa fama dos motores Toyota. O câmbio CVT que simula sete marchas auxilia no baixo consumo de combustível e rodagem suave especialmente na estrada. Rodamos com o sedã em trechos urbanos e rodoviários por cerca de 500km. Com baixo ruído interno no primeiro registramos uma média de 12km/l, já no segundo a média chegou a 16,7km/l com gasolina. Embora seja um motor aspirado o desempenho e o consumo são satisfatórios mesmo com o veículo carregado.

O espaço interno é outro fator que joga a favor do Toyota Yaris sedã. Com 2,55m de entre-eixos o espaço para os ocupantes se torna suficiente e agradável para os cinco lugares. Sem túnel central o banco traseiro acomoda os passageiros com conforto melhor que os concorrentes. 

Marcos Camargo

A suspensão dianteira é independente e na traseira usa o tradicional eixo de torção sem flutuações ou instabilidades, outra característica comum aos modelos da Toyota.

Disputado segmento

O Yaris tem diversos concorrentes no segmento, todos com faixa de preços próximas tendo apenas o Volkswagen Virtus Highline (R$ 95.675) bem acima do Yaris XLS Connect de R$ 85.990,00 e o mesmo preço cobrado pelo Honda City EXL. Entre os compactos de três olumes estão  Chevrolet Onix Plus Premier (R$ 84.720), Renault Logan Iconic(R$ 79.990), Fiat Cronos Precision (R$ 75.490), Hyundai HB20S Diamond Plus (R$ 81.290) e Ford Ka SE Plus AT (R$ 77.890) como concorrentes diretos.

*Por Guilherme Magna

Últimas