Autos Carros Carros zero km têm aumento médio de 25% nos últimos dois anos, diz pesquisa

Carros zero km têm aumento médio de 25% nos últimos dois anos, diz pesquisa

Alguns veículos tiveram elevação acima de 50% ao comparar com o início do ano passado

Resumindo a Notícia

  • Fiat Strada teve alta de 20%
  • Fiat Argo teve uma valorização de 24% nos últimos dois anos
  • Hyundai HB20 teve aumento de 52% na comparação de 2020 a 2021
  • Chevrolet Onix valorizou 19% e o Onix Plus teve alta de 23%
Fiat Strada era vendida com um valor médio de R$ 69.958, antes da pandemia

Fiat Strada era vendida com um valor médio de R$ 69.958, antes da pandemia

Fiat/Divulgação

Um levantamento sobre a valorização dos carros zero km mais comercializados no mercado brasileiro mostrou que alguns modelos tiveram um aumento médio de 25% nos preços nos últimos dois anos. Já alguns automóveis chegaram a registrar uma alta de 50% ao comparar com o início de 2020. O estudo foi feito pela Fraga Inteligência Automotiva.

NOVA FIAT STRADA TESTE DE CONSUMO ETANOL CABINE SIMPLES VERSA BÁSICA ENDURANCE. Veja o vídeo!

De acordo com o levantamento, a Fiat Strada, que é um dos carros mais vendidos no país, era vendido com um valor médio de R$ 69.958, antes da pandemia. Atualmente, o preço médio é de R$ 84.151, o que representa alta de 20% embora o veículo tenha trocado de geração neste tempo. Já o Fiat Argo, que também está no top 10 mais emplacados, teve uma valorização de 24% nos últimos dois anos apenas com mudanças pontuais ao longo do período.

FIAT ARGO 1.3 S Design vale R$ 73,7 mil? Melhor que Onix, HB20, Polo e Sandero equivalentes? Veja o vídeo!

O Hyundai HB20 que tinha preço médio de R$ 46.457 no fim de 2019, já custa R$ 71 mil na versão de entrada, o que representa alta de 52% na comparação de 2020 a 2021. Já a versão sedã HB20S teve alta de 36% e o HB20X de 16%. O subcompacto Fiat o Mobi, que tinha um valor médio de R$ 40.842 antes da pandemia também ficou 14% mais caro. O Jeep Renegade, que é um SUV compacto mais licenciado no mercado, teve aumento de 43% ante fevereiro de 2020. Já o Jeep Compass teve alta de 14%.

POR QUE O ONIX É O CARRO MAIS VENDIDO DO BRASIL? Veja o vídeo!

O Chevrolet Onix, que voltou a ser o carro mais vendido do Brasil na primeira quinzena de novembro, valorizou 19% e o Onix Plus teve alta de 23%.

NOVO CRETA 2022: bonito ou feio? Com 1.0 turbo vai superar Nivus, Pulse, Tiggo 3X, Tracker e T-Cross. Veja o vídeo!

O veterano Volkswagen Gol, que enfrenta problemas na produção justamente por falta de peças, teve alta de 38% em apenas dois anos. O recém-lançado Hyundai Creta apresentou alta de 14%, já que o preço médio era de R$ 91.682 em 2020 e agora é de R$ 93.713.

JEEP RENEGADE 2022 com pacote “80 anos” vale a pena? 10 itens que ele ganha com essa versão. Veja o vídeo!

“Temos, atualmente, uma base de mais de 2.600 empresas do segmento que se beneficiam das informações técnicas e de inteligência de mercado fornecidas por nós. Vale destacar que a Frota Circulante vem sendo atualizada há mais de 30 anos. Com isso, conseguimos ter uma visão ampliada sobre o mercado veicular, incluindo caminhões, ônibus, motocicletas e automóveis”, afirma o Diretor de Inteligência de Mercado da empresa, Danilo Fraga. 

COMPASS LONGITUDE 1.3 turbo: o melhor custo benefício! Opinião sincera sobre o LÍDER DOS SUVS. Veja o vídeo!

O estudo da Fraga Inteligência mostra o quanto os modelos encareceram no período em
que a inflação mesmo em alta no país somou 13% em dois anos. Assim, determinados modelos ficaram até três vezes mais caros durante a pandemia fruto do encarecimento de insumos como o aço, plástico, borracha e falta de chips de semicondutores.

*Em colaboração Felipe Salomão

Últimas