Autos Carros Challenger Hellcat volta a ter opção de câmbio manual nos EUA 

Challenger Hellcat volta a ter opção de câmbio manual nos EUA 

Esportivo da Stellantis não vai morrer tão e volta recalibrado com motor de 717cv 

Resumindo a Notícia
  • Ao optar pelo câmbio manual o proprietário ganha US$ 2.995,00 de desconto no preço do carro

  • Challenger segue oferecido com motor V8 5,7 litros e também 6,2 litros Hemi

Modelo preserva traços clássicos da marca

Modelo preserva traços clássicos da marca

Stellantis/Divulgação

O Challenger SRT Hellcat voltou a ter opção de câmbio manual nos EUA. O câmbio de seis marchas deixou de ser oferecido em 2021 por conta de alguns problemas mecânicos. A Stellantis voltou a oferecer o câmbio equipado com transmissão Tremec Tr-6060 com novo sistema de controle “stick-shift” associado ao motor V8 6,2 litros de 717cv.

Ao optar pelo câmbio manual o proprietário ganha US$ 2.995,00 de desconto no preço do carro

Ao optar pelo câmbio manual o proprietário ganha US$ 2.995,00 de desconto no preço do carro

Stellantis/Divulgação

A Stellantis, no entanto, não fez nenhum alarde sobre a volta do Hellcat. A notícia foi publicada no blog Mopar Insiders a partir da informação de um concessionário no estado da Virgínia.

Ficha de venda na concessionária volta a exibir a opção de câmbio manual

Ficha de venda na concessionária volta a exibir a opção de câmbio manual

Mopar Insiders/Reprodução

Ao optar pelo câmbio manual o proprietário ganha US$ 2.995,00 de desconto no preço do carro. Além dos US$ 66 mil de cotação oficial, cerca de R$ 330 mil em conversão direta o Challenger SRT Hellcat tem adicionais de US$ 1.700 de taxa para veículos a gasolina, US$ 1.595 de frete e outros custos que sobe o custo para quase US$ 74 mil, cerca de R$ 370 mil. Como sua produção é restrita, a cobrança de sobrepreço é comum onde o carro pode ser anunciado por até US$ 90 mil.

Interior conta com uma ampla central multimídia

Interior conta com uma ampla central multimídia

Stellantis/Divulgação

A notícia soou como um alívio para os fãs do Challenger que não devem migrar para o modelo elétrico Charger Daytona. O Challenger segue oferecido com motor V8 5,7 litros e também 6,2 litros Hemi como é o caso do Hellcat.

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas