Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Autos Carros
Publicidade

Chevrolet Equinox ganha visual futurista na China

Nova versão terá 4,65 metros de comprimento e motor 2.0 litros turbo de 236 cv

Autos Carros|Marcos Camargo Jr. e Marcos Camargo Jr.


Equinox terá 4,65 metros de comprimento e 2,73 metros de entre-eixos
Equinox terá 4,65 metros de comprimento e 2,73 metros de entre-eixos

O novo Chevrolet Equinox teve imagens divulgadas pelo governo chinês. O modelo adota visual futurista semelhante ao da versão elétrica, que será vendida no Brasil em 2024. Por lá, o modelo deve ter 4,65 metros de comprimento e motor 2.0 litros turbo de 236 cv.

CHEVROLET EQUINOX 2023: por que vende menos que Compass, Corolla Cross, Taos e Tiggo 7 e 8? Veja o vídeo!

O Chevrolet Equinox RS chinês terá faróis diurnos afilados, assim como a Montana RS, revelada recentemente no Brasil. Também conta com uma ampla grade frontal. Já a traseira conta com amplos faróis no formato de "L". As rodas são de 19 polegadas com acabamento diamantado.

Traseira conta com amplos faróis em formato de "L"
Traseira conta com amplos faróis em formato de "L"

As informações reveladas na China mostram que o Chevrolet Equinox terá 4,65 metros de comprimento, 2,73 metros de entre-eixos, 1,90 metro de largura e 1,71 metro de altura. 

Publicidade

Novo Chevrolet Equinox RS e Premier 2022: vai ser o líder de vendas? Autos TV Marcos Camargo. Veja o vídeo!

Na China, o Chevrolet Equinox RS deve ser equipado com motor 2.0 litros turbo, que entrega 236 cv com 35,7 kgfm de torque, segundo os documentos. Também pode ter propulsor 1.5 litro turbo, que rende até 172 cv.

Publicidade
Atual modelo vendido no Brasil
Atual modelo vendido no Brasil

Assim como na China, os Estados Unidos também devem receber essa atualização visual. Por ser produzido no México e importado para o mercado americano e brasileiro, existe uma possibilidade de o Equinox com novo desenho ser oferecido por aqui. Contudo, a Chevrolet não divulgou nenhuma informação sobre o lançamento de uma nova versão do SUV no Brasil.

*Com a colaboração de Felipe Salomão

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.