Autos Carros HR-V Touring ou T-Cross Highline: comparativo dos SUVs topo de linha

HR-V Touring ou T-Cross Highline: comparativo dos SUVs topo de linha

Crossovers tem motorização turbinada e nível de acabamento e tecnologia são bem distintos nos dois produtos

  • Autos Carros | Do R7

A Volkswagen não pode reclamar do desempenho do T-Cross. Mas a Honda não fica atrás com o HR-V e sua boa fama no mercado.

A Volkswagen não pode reclamar do desempenho do T-Cross. Mas a Honda não fica atrás com o HR-V e sua boa fama no mercado.

Marcos Camargo Jr


A Volkswagen não pode reclamar do desempenho do T-Cross. Mas a Honda não fica atrás com o HR-V e sua boa fama no mercado. Assim, o R7 Autos Carros colocou frente a frente dois modelos que concorrem diretamente: Volkswagen T-Cross Highline e Honda HR-V Touring. Saiba quem leva a melhor nesse duelo:

Volkswagen T-Cross Highline e Honda HR-V Touring. Saiba quem leva a melhor nesse duelo

Volkswagen T-Cross Highline e Honda HR-V Touring. Saiba quem leva a melhor nesse duelo

Marcos Camargo Jr

De um lado temos o VW T-Cross que terminou o ano de 2020 na liderança da categoria com 60.124 unidades. O visual já é conhecido e a mudança visual fica por conta do farol LED com moldura inferior, os frisos cromados nos vidros e rack de teto com acabamento cinza. Nesta versão pneus e rodas tem aro 17”.

Marcos Camargo Jr

Do outro lado temos o Honda HR-V que terminou o ano de 2020 na sexta posição entre os mais vendidos da categoria com 32.215 unidades comercializadas. Diferente do T-Cross, o visual do SUV da montadora japonesa é mais agressivo com linhas mais vincadas e dianteira cromada (mudança que veio em 2019). Os pneus também são aro 17” e a traseira conta com lanternas com visual escurecido.

Do outro lado temos o Honda HR-V que terminou o ano de 2020 na sexta posição entre os mais vendidos da categoria com 32.215 unidades comercializadas

Do outro lado temos o Honda HR-V que terminou o ano de 2020 na sexta posição entre os mais vendidos da categoria com 32.215 unidades comercializadas

Honda Divulgação

No interior os dois carros apresentam muitas diferenças começando pelo acabamento. No VW o acabamento é todo em plástico, de boa qualidade, porém rígido e de aspecto mais simples. Já no Honda o acabamento é em couro no painel e nas portas deixando o modelo da marca japonesa mais sofisticado. Os bancos são em couro nas duas versões e o ajuste do banco do motorista também é elétrico.

Em tecnologia T-Cross sai na frente

No quesito tecnologia o VW T-Cross sai na frente, começando pelo painel de instrumentos totalmente digital de 12 polegadas. Já no HR-V o painel mescla elementos digitais e analógicos mais comuns com uma pequena tela lateral do computador de bordo. A multimídia do T-Cross é a nova Volks Play que tem espelhamento para Android Auto e Apple CarPlay até mesmo sem fio além de diversos ajustes para o carro como os modos de condução, outra novidade. O HR-V tem multimídia com espelhamento para celular, porém já é antiquado com visual dos antigos MP5. Ainda assim tem Android Auto e Apple Car Play mas exige cabo de conexão.

No quesito tecnologia o VW T-Cross sai na frente, começando pelo painel de instrumentos totalmente digital de 12 polegadas

No quesito tecnologia o VW T-Cross sai na frente, começando pelo painel de instrumentos totalmente digital de 12 polegadas

Marcos Camargo Jr

Os dois modelos contam com bom espaço interno. O HR-V tem 4,32m de comprimento e 2,61 de entre-eixos, além de não possuir túnel central o que dá mais comodidade a um quinto passageiro. De bandeja o Honda ainda tem 437 litros de porta-malas, bom espaço para um SUV. Já o T-Cross tem entre-eixos de 2,65m que também dá aos passageiros que viajam no banco traseiro uma boa comodidade. Porém no caso do modelo da marca alemã o túnel central é elevado, o que pode atrapalhar um pouco a vida do quinto passageiro. No porta malas o T-Cross tem 428 litros.

Já no HR-V o painel mescla elementos digitais e analógicos mais comuns com uma pequena tela lateral do computador de bordo

Já no HR-V o painel mescla elementos digitais e analógicos mais comuns com uma pequena tela lateral do computador de bordo

Honda Divulgação

Solução turbinada

Em termos de motorização os Crossovers são parecidos já que os dois possuem motorização turbinada. De um lado tem o T-Cross com o já conhecido motor TSI de quatro cilindros 1.4 de 150cv e 25,5kgfm de torque. O câmbio automático tem seis velocidades. No Honda HR-V Touring o motor também é quatro cilindros, porém 1.5 de 173cv e 22,4kgfm de torque. Junto a ele está um câmbio automático CVT. Os dois tem injeção direta de combustível o que nivela a dupla mas na prática a coisa muda.

Marcos Camargo Jr

Apesar de mais fraco é perceptível a vantagem do T-Cross em arrancadas e retomadas. Como o torque é maior, o SUV da Volkswagen responde mais rápido em baixas rotações. Outra vantagem do líder do segmento é que seu motor é flex. Já o Honda conta com motorização a gasolina tendo em vista que seu motor é importado do Japão. A questão do HR-V está no câmbio CVT que não oferece a mesma agilidade. Na prática só em estrada se nota a vantagem do HR-V que é mais potente mas com certo delay não aceleração.

A questão do HR-V está no câmbio CVT que não oferece a mesma agilidade

A questão do HR-V está no câmbio CVT que não oferece a mesma agilidade

Honda Divulgação

No consumo os carros apresentaram resultados similares. O T-Cross marcou 10,4km/l rodando na cidade e 13,7km/l na estrada. Já o Honda HR-V marcou 11,2/l na cidade e 15,6km/l na estrada. Em nosso teste os dois carros estavam abastecidos com gasolina.

A solução é similar na dupla: sistema McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira.

A solução é similar na dupla: sistema McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira.

Marcos Camargo Jr

Na rodagem pela cidade percebemos a diferença da suspensão. O ajuste é parecido voltado para o conforto inclusive no Honda HR-V uma vez que os carros da marca são mais duros. A solução é similar na dupla: sistema McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira.

Os dois Crossovers compactos tem bom conforto, motorização confiável e três anos de garantia. Porém o preço é bem diferente; o Volkswagen T-Cross na versão Highline tem preço a partir de R$ 128.290, já o Honda HR-V Touring tem preço de R$ 148.800. Nas revisões a Volkswagen também se mostra vantajosa: as seis primeiras paradas do T-Cross custam R$ 2.224,00 enquanto no Honda o mesmo serviço sai por R$ 5.553,00.

O HR-V será vantajoso somente para quem quer “preservar o investimento” pois a marca goza de boa fama no mercado e na revenda dos seus veículos. No entanto considerando itens de série, tecnologia e desempenho além do preço e valor de revisões o Volkswagen T-Cross atualmente é a melhor opção em custo benefício.

Últimas