Autos Carros Mercedes-Benz fecha portas da fábrica em Iracemápolis

Mercedes-Benz fecha portas da fábrica em Iracemápolis

Empresa havia investido R$ 600 milhões na linha de montagem

  • Autos Carros | Do R7

Marca investiu R$ 600 milhões na unidade fabril

Marca investiu R$ 600 milhões na unidade fabril

Reprodução Internet

A Mercedes-Benz anunciou o fim da produção de veículos na fábrica de Iracemápolis, no interior do estado de São Paulo. Inaugurada em 2016, a unidade fabril recebeu investimentos de R$ 600 milhões. Atualmente, 370 funcionários montam os modelos Classe C e GLA. A montadora diz ter uma alternativa para os trabalhadores envolvidos na montagem dos dois modelos para reaproveitar estes postos de trabalho.

Mercedes-Benz A200 sedan é o MODELO POPULAR DA MARCA? Conheça! Veja o vídeo!

Em comunicado Jörg Burzer, membro do board da Mercedes-Benz AG, produção e cadeia de suprimentos, disse que situação econômica do país foi um dos motivos para o encerramento da produção.

“A situação econômica no Brasil tem sido difícil por muitos anos e se agravou devido à pandemia da Covid-19, causando uma queda significativa nas vendas de automóveis premium. Ao longo do nosso processo de transformação, continuamos a reestruturar a nossa rede de produção global. Aumentar nossa eficiência, otimizando a nossa capacidade de utilização é um facilitador importante. Por isso, decidimos encerrar a produção de automóveis premium no Brasil. Nosso primeiro objetivo agora é encontrar uma solução sustentável para os colaboradores dessa unidade, que contribuíram de forma decisiva para o sucesso da Mercedes-Benz no Brasil com seu comprometimento e expertise nos últimos anos”.

PONTOS NEGATIVOS EM UM CARRO DE 200 MIL?? Mercedes Classe A250 Vision 2020. Veja o vídeo!

Apesar do fechamento desta unidade a fábrica continua a manter operações no país. Seguirão funcionando a fábrica de São Bernardo do Campo (Caminhões e Chassis de Ônibus) e fábrica em Juiz de Fora (Cabines de Caminhões). Mesmo com o fechamento da planta, as concessionárias da marca seguem a funcionar normalmente sem nenhum problema no abastecimento da linha, segundo a marca.

*Em colaboração Felipe Salomão

Últimas