Blog do Nolasco Bandeira vermelha da conta de luz vai subir para cerca de R$ 14

Bandeira vermelha da conta de luz vai subir para cerca de R$ 14

Ministério da Economia propôs reajuste de cerca de 50%, que deve prevalecer por mais tempo. Proposta deve ser aceita por Bolsonaro

Redes de transmissão de energia: em setembro, contas de luz ficarão mais caras

Redes de transmissão de energia: em setembro, contas de luz ficarão mais caras

Divulgação / CEB

O governo federal deve anunciar na próxima semana o reajuste da bandeira vermelha 2, o patamar mais alto aplicado nas contas de luz, em razão da crise hídrica. O Ministério da Economia propôs um aumento de cerca de 50%, que deve prevalecer por mais tempo - em vez de optar por um aumento maior por menos tempo. Assim, o custo da geração de energia deve aumentar de R$ 9,49 para cerca de R$ 14 já a partir de setembro.

A bandeira tarifária é uma sobretaxa aplicada nas contas de luz quando o custo da geração de energia aumenta. Já a bandeira vermelha nível 2 é o patamar mais alto desse sistema. A taxa é cobrada a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

O Ministério de Minas e Energia chegou a defender um aumento maior, na escala de 100%, na bandeira vermelha, mas por um tempo menor, de cerca de três meses. A equipe econômica, contudo, preferiu um aumento menor por mais tempo - o ministro da Economia, Paulo Guedes, já havia adiantado essa opção durante evento do qual participou nesta quinta-feira (26).

O assunto já foi tratado com o presidente Jair Bolsonaro e, internamente, acredita-se que a proposta da Economia deve ser aceita.

Últimas